ASSINE

Pendentes na decoração: saiba quais os modelos e como usá-los

Para especialistas, o que mais chama a atenção nesse elemento decorativo é a dupla utilidade e a possibilidade de composições e utilizações em todos os cômodos de uma casa

Tempo de leitura: 3min
Pendentes Dani Argôlo
No projeto de Daniele Argôlo, os pendentes trazem efeitos únicos para a decoração  . Crédito: Daniele Argôlo

Pendentes são luminárias que ficam penduradas no teto. Falando assim, parece simples, mas os efeitos do objeto na decoração são únicos e muito utilizados nos projetos decorativos para diversos tipos de ambientes.

O maior ponto positivo é a dupla função: além de decorar, eles também iluminam. Por isso, segundo a arquiteta Adriana Bezerril, estes tipos de luminárias são muito úteis. “Os pendentes, geralmente, são uma luz mais decorativa, utilizada pela estética, mas, ao mesmo tempo, eles clareiam e iluminam”, salienta.

Já para a também arquiteta Daniele Argôlo, as possibilidades são infinitas e a diversidade de modelos soma muito à decoração. 

Para entendermos um pouco mais sobre os pendentes, conversamos com essas duas arquitetas e reunimos dicas de modelos para quem quer investir na decoração da casa. 

ONDE UTILIZAR?

Coringas na decoração e iluminação, essas peças porque podem ser utilizadas em qualquer lugar da casa. Entretanto, segundo Adriana Bezerril, tudo vai depender do projeto arquitetônico e da pessoa que vive ali.

De acordo com a arquiteta Daniele Argôlo, como os estilos são muitos essas peças podem ser utilizadas em qualquer cômodo. “A diversidade de modelos permite o uso em qualquer ambiente. Seja num imóvel residencial como em um ambiente comercial”, comenta.

Confira 9 dicas para deixar a cozinha funcional e decorada
O pendente pode estar acima da mesa de jantar, deixando a decoração mais especial. Crédito: Brenda Pascoal

Bezerril também defende que não há limites para a criatividade. Mas existem lugares mais comuns para colocar as luminárias. “Geralmente, uma peça acima da mesa de jantar, em cima de uma mesa lateral ao lado da cama ou um pendente mais focado iluminando uma mesa de trabalho no escritório”, conta.

COMO UTILIZAR OS PENDENTES EM CASA?

É possível utilizar as peças em diversos ambientes da casa ou mesmo em projetos comerciais. As arquitetas Daniela Argôlo e Adriana Bezerril dão dicas importantes na hora de pendurá-las em casa:

  • A base deve estar a uma distância entre 70 e 90 centímetros do tampo do móvel, para não causar desconforto à visão.
  • No mínimo, deve ficar a 1,5 m do chão.
  • No caso de mesas laterais, 60 cm de distância pode ser ideal.
  • As alturas são genéricas e tudo depende do modelo do pendente, da altura do móvel, do pé direito e das pessoas que frequentem aquele ambiente.

Além disso, também é possível fazer combinações. “Conseguimos utilizar vários pendentes menores e fazer composições, juntar estilos, cores e alturas diferentes”, ressalta Adriana Bezerril.

Mas fique atento! Daniele Argôlo alerta para o uso excessivo em uma na mesma composição. “Cuidado com o uso de muitos modelos variados que podem gerar excesso de informação.”

QUAIS SÃO OS MODELOS?

Entre aramados com metal, vidro ou madeira,  é possível encontrar os pendentes em muitos tipos de materiais. Para Adriana Bezerril, eles trazem um mundo de possibilidades. “Existem uma infinidade de materiais diferentes, cores, tamanhos, aparência. Podem ser vazados, completos, de madeira, vidro e, até tecido”, cita.

Pendentes Dani Argôlo
Pendentes de corda podem ser opção para uma decoração externa . Crédito: Projeto arquitetônico de Daniele Argôlo

Uma recomendação é evitar as peças tecido em ambientes úmidos como banheiros e cozinha. Além disso, Adriana também recomenda optar por metais sem oxidação. “Em locais úmidos e com maresia, é interessante investir no alumínio sem oxidação, porque nesses lugares a maresia enferruja vários objetos”, alerta.

De resto, pode abusar dos materiais pela casa toda!

QUAL LÂMPADA DEVO USAR?

A escolha da lâmpada é bastante importante. Isso porque muitas vezes a luz pode interferir no efeito do pendente na decoração. Segundo Adriana Bezerril, o cliente é quem escolhe cor da lâmpada. “Você tem liberdade para fazer o que gosta. Luz branca ou luz amarela. Tem gente que prefere usar luz amarela no banheiro, por exemplo. É muito pessoal”, diz.

Adriana ainda sugere usar as lâmpadas de filamento. Elas estão em alta por serem um item decorativo sozinhas. Imagine em uma composição interessante com o pendente. Sucesso na certa.

Luana Antunes é aluna do 24º Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta e foi supervisionada pela editora adjunta do Estúdio Gazeta Lara Rosado.

A Gazeta integra o

Saiba mais
arquitetura decoracao imóveis Imóveis Pendente

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.