> >
6 motivos por que Vila Velha está em alta no mercado imobiliário

6 motivos por que Vila Velha está em alta no mercado imobiliário

Especialistas do setor avaliam os fatores que fazem com que a cidade canela-verde esteja em evidência tanto em número de unidades quanto em valorização

Publicado em 23 de maio de 2024 às 16:42- Atualizado há 2 meses

Ícone - Tempo de Leitura 5min de leitura
Vila Velha é o novo polo imobiliário da Grande Vitória
Vila Velha tem hoje 51,9% das unidades em construção da Grande Vitória. (Chiabai Imóveis/Divulgação)

O mercado imobiliário no Espírito Santo tem mostrado equilíbrio, tendo Vila Velha como um dos destaques, já que o município tem, atualmente, 48,9% dos empreendimentos em produção e 51,9% das mais de 14,5 mil unidades sendo construídas na Grande Vitória, segundo dados do 42º Censo Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Espírito Santo (Sinduscon-ES).

Para entender o que faz com que a cidade canela-verde, que completa 489 anos nesta quinta-feira (23), continue em alta no mercado imobiliário, o Hub Imobi conversou com especialistas do setor que elencaram 6 motivos que são responsáveis por manter Vila Velha em evidência e uma das cidades mais valorizadas do Espírito Santo e do país.

Afinal, segundo dados levantados na Pesquisa de Desempenho do Mercado Imobiliário Capixaba em 10 anos (de 2012 a 2022), a cidade teve a maior valorização imobiliária média dos principais bairros analisados neste período, de 127,64%, sendo que a rentabilidade média do imóvel ficou em 157,64% no município.

E quando se fala na valorização de imóveis de terceiros, vendidos em plataformas de comercialização de imóveis, o Índice FipeZap dos últimos 12 meses aponta que Vila Velha é a segunda mais valorizada do país, com índice de 14,96% (o primeiro fica para a cidade de São José, em Santa Catarina, com 17,06%).

1. Atributos naturais

Praia da Costa
Vila Velha tem 32 quilômetros de litoral com praias que são atrações para moradores e visitantes. (Fernando Madeira)

Vila Velha é um município com 32 quilômetros de litoral, sendo recortados por praias que são atrações turísticas e de lazer tanto de moradores quanto de visitantes de dentro e fora do Espírito Santo. Além disso, a cidade ainda conta com áreas verdes preservadas, lagoas e monumentos naturais, como o Morro do Moreno.

“A situação geográfica de Vila Velha é muita atrativa, desde a sua longa extensão litorânea, passando pelas áreas verdes. Seus atributos naturais encantam”, analisa o vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), Alexandre Schubert.

Da mesma opinião é o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 13ª Região/ES (Creci-ES), Aurélio Capua Dallapicula. “O município oferece alta qualidade de vida, com belas praias e infraestrutura urbana melhorada com boas opções de lazer e serviços”, diz.

2. Economia e serviços

Operação no Porto de Capuaba, em Vila Velha
Operação no Porto de Capuaba, em Vila Velha. (Fernando Madeira)

Outro fator é a economia do município. “Vila Velha é um polo econômico, com a presença de grandes centros comerciais e industriais, como o Terminal de Produtos Diversos da Rodosol e o Porto de Capuaba. Além disso, o município tem tido crescimento econômico consistente, com desenvolvimento em setores como comércio, serviços e turismo”, avalia o presidente do Creci-ES.

Ele ainda destaca os “serviços de nível”, como instituições de ensino, hospitais, shopping centers, parques e opções gastronômicas. Para o vice-presidente da Ademi-ES, a oferta crescente de serviços tem contribuído para esse destaque na economia.

“O município tem hoje uma excelente rede de saúde e educação, além de três shoppings e outros eixos de serviços, que fazem com que o consumo esteja bastante consolidado”, acrescenta Alexandre Schubert.

O presidente da Associação dos Empresários de Vila Velha (Assevila), Thomaz Tommasi, avalia o ambiente favorável aos negócios no município, que permite segurança para quem investe na cidade.

“Vila Velha é a bola da vez. O ecossistema empresarial faz essa leitura e tem investido na cidade. Apenas em 2024, serão iniciados 68 novos empreendimentos, fazendo com que a economia esteja cada vez mais forte. Ganho forte da atividade produtiva e oportunidade de geração de emprego em vários setores”, acrescenta.

3. Infraestrutura

Rodovia do Sol
Rodovia do Sol: facilidades pra o deslocamento e logística. (Heitor Righetti/Secom)

Um fator que está intimamente ligado a economia e serviços é a infraestrutura do município, que possibilita a instalação de novas empresas e o seu crescimento econômico.

“Vila Velha tem boa infraestrutura de transporte, incluindo rodovias e proximidade com o Aeroporto de Vitória. Isso facilita o deslocamento e a logística, com recente integração pelo mar, por meio de terminal aquaviário e também por ciclovias”, comenta o presidente do Creci-ES, Aurélio Capua Dallapicula.

4. Áreas consolidadas e de expansão

Vista do bairro Jockey de Itaparica
Vista do bairro Jockey de Itaparica, um dos vetores de expansão do município. (Fernando Madeira)

Por ser uma cidade de grande extensão territorial - 210,225 km², segundo dados de 2022 divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) -, Vila Velha tem espaço para atrair novos empreendimentos, que podem variar, desde o padrão econômico até lançamentos de alto padrão e luxo.

Além disso, Vila Velha tem áreas já consolidadas e que ainda têm espaço para continuar a sua expansão imobiliária, como é o caso de Itaparica e Jockey de Itaparica, que são áreas ainda em expansão imobiliária.

“O bairro Praia de Itaparica é atualmente a região com maior disponibilidade de área para construção, concentrando uma grande parte dos novos empreendimentos do município. Em contrapartida, a região do Jockey destaca-se como uma área de expansão recente, com uma crescente oferta de imóveis”, avalia a gerente comercial da Proeng, Simone Mozine.

E também Itapuã e Praia da Costa, as duas regiões mais consolidadas do município, que, apesar de terem poucos espaços para novos lançamentos, são bastante valorizadas e procuradas.

“Dos municípios que compõem a Região Metropolitana, é a cidade que mais tem áreas qualificadas para novos empreendimentos, sendo, em minha opinião, o vetor de crescimento da Grande Vitória. Naturalmente essas características tornam o município um dos que têm mais investimento no segmento imobiliário e com grande valorização dos imóveis”, complementa o gerente comercial da Épura Construtora, Fabiano Martins.

5. Possibilidade de projetos imobiliários diversos

Vista do bairro Jockey de Itaparica
Bairros consolidados e em expansão permitem uma diversidade de perfis de projetos. (Fernando Madeira)

Por conta de uma diversidade de terrenos e de locais de expansão, Vila Velha se torna atraente também para todos os perfis de empreendimentos, indo desde os econômicos, nos bairros em expansão, até os de alto padrão e luxo, em áreas já consolidadas.

“O município tem hoje 50% dos lançamentos de empreendimentos da Grande Vitória e eles são de todos os padrões: econômicos, novos e dotados de tecnologia, e empreendimentos de luxo e alto padrão”, analisa o vice-presidente da Ademi-ES, Alexandre Schubert.

6. Aprovação de projetos

Construção do Taj Home Resort em Jockey de Itaparica
Velocidade maior de provação de projetos junto ao poder público agiliza início de obras. (Fernando Madeira)

Outro fator destacado é a regulação de aprovações e licenciamentos por parte do município. Atualmente, o município tem buscado agilizar a aprovação de projetos, que vão desde alterações no PDM, passando pela inserção de processo eletrônico, o que reduziu o tempo de tramitação dos projetos.

E, mais recentemente, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Vila Velha, Everaldo Colodetti, há um projeto, contratado pela prefeitura, chamado Vila Velha Ágil, que encontra-se em sua fase final de elaboração, com previsão de entrega para o dia 20 de junho. “O objetivo é diminuir o tempo de espera de projetos submetidos à prefeitura, inclusive os imobiliários”, conta.

Este vídeo pode te interessar

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais