ASSINE

Lincoln deixa sua marca, Flamengo vence e avança na liderança do grupo

Time de Domènec Torrent entrou em campo, nesta quarta-feira, já classificado e só precisando de um empate para avançar como líder; vitória foi por 3 a 1, no Maracanã

Publicado em 21/10/2020 às 23h34
O atacante capixaba Lincoln marcou o segundo gol da vitória do Flamengo
O atacante capixaba Lincoln marcou o segundo gol da vitória do Flamengo. Crédito: Marcelo Cortes/Flamengo

Junior Barranquilla foi o rival da estreia e o da despedida do Flamengo no Grupo A da Libertadores. E, tanto na Colômbia quanto no Rio de Janeiro, o Rubro-Negro venceu (como em todos os outros encontros entre ambos). O triunfo da vez se deu na noite desta quarta-feira (21), por 3 a 1, com gols de Thuler, Lincoln e Bruno Henrique, no Maracanã, e manteve o time de Domènec Torrent, alternativo por já ter entrado classificado e soberano em campo, como líder. Quem descontou o placar foi Teo Gutiérrez.

Agora, o Flamengo, que encerrou esta fase com 15 pontos e aguarda o chaveamento das oitavas, volta os holofotes para o Brasileiro. O próximo jogo será contra o Internacional, neste domingo, no Beira-Rio.

O JOGO

Supondo pelas recentes escalações, Bruno Henrique foi o único titular absoluto acionado para iniciar. Dome optou por uma equipe alternativa, poupando diversas peças e visando o duelo pela liderança do Brasileiro neste domingo, contra o Internacional. E parece que o padrão avassalador da última partida - massacre sobre o Corinthians - foi prolongado para o início desta.

Com dez minutos, o Flamengo já havia chegado pelas duas laterais com perigo, sendo que Vitinho acertara o travessão em um dos lances. E na jogada seguinte, após cobrança de escanteio e desvio de Léo Pereira, Thuler abriu o marcador. Certamente a torcida cantaria: "Ih, só dá Mengo...".

Após sofrer o gol, o Junior adiantou a marcação e visou incomodar mais os mandantes. Com exceção de uma roubada em saída errada de César, que não culminou em arremate limpo, os colombianos seguiam sendo pressionados. E deixando mais espaços nesse cenário.

Em uma das brechas, o Flamengo, já "no automático", conforme vem destacando Torrent, ampliou o marcador, beirando o intervalo. Bruno Henrique fez jogada individual e cruzou para Lincoln. A bola ainda bateu no zagueiro antes de sobrar limpa para o camisa 29: caixa. Foi um gol com dedo do catalão, que apostou e bancou a permanência do jovem centroavante, outrora alvo de críticas da torcida e que esteve por detalhes de ser negociado.

Vale o destaque para um espaço significativo para a molecada do Ninho do Urubu no segundo tempo. O meia-atacante Lázaro e o volante João Gomes entraram após o intervalo. Noga e Ramon foram acionados depois. Ou seja, o segundo tempo serviu para os Garotos do Ninho, que ainda estão em seus primeiros passos nos profissionais, ganharem cancha, sem pressão.

No segundo tempo, o Flamengo permaneceu com uma atuação consistente de de controle das ações, rodando a bola com certa facilidade. Mas levou um susto numa escapada do Junior no contragolpe. Fuentes achou bem Teo Gutiérrez, no miolo da zaga: gol do matador colombiano.

E não foi o contratempo travou a toada rubro-negra. Em nova cobrança de escanteio, minutos depois, por volta dos 30', Matheuzinho cobrou, e Bruno Henrique, parando no ar à la Cristiano Ronaldo, cabeceou no ângulo. Um golaço à altura do palco.

O Flamengo só administrou nos minutos finais. A garotada ainda fez uma fumaça e, com o apoio de Dome, colaborou para a ratificação da boa fase e a convicção da força do elenco. Uma atuação admirável. Do outro lado, o Junior foi eliminado da Libertadores, mas assegurou uma vaga na Sul-Americana.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Futebol Libertadores flamengo flamengo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.