ASSINE

Flamengo perde para o Athletico-PR e dá adeus à Copa do Brasil

Rubro-Negro Carioca foi engolido taticamente pelo Furacão e perdeu por um contundente 3 a 0 que calou a torcida no estádio

Publicado em 27/10/2021 às 23h31
Nikão marcou dois gols para o Furacão ainda no primeiro tempo
Nikão marcou dois gols para o Furacão ainda no primeiro tempo. Crédito: Thiago Ribeiro/AGIF

 O Flamengo está eliminado da Copa do Brasil. O Rubro-Negro carioca perdeu por 3 a 0 para o Athletico-PR e deu adeus à competição. O Furacão foi perfeito taticamente na noite desta quarta-feira (27), no Maracanã, e engoliu o time comandado por Renato Gaúcho. Nikão marcou duas vezes e Zé Ivaldo fez o terceiro gol do time paranaense na partida. O Furacão vai encarar o Atlético-MG na grande final da Copa do Brasil.

As duas equipes voltam a campo já no próximo sábado (30) pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo encara o líder Atlético-MG em um jogo fundamental para manter sua ambição de título na competição. A partida acontece às 19h, no Maracanã. Um pouco mais cedo, às 17h o Athletico-PR recebe o Santos na Arena da Baixada.

O JOGO

Em uma partida que prometia muito equilíbrio desde o início, as estratégias estavam muito claras. O Flamengo entrou em campo disposto a ter posse de bola e pressionar, enquanto o Athletico-PR planejou se defender e apostar nos contragolpes. E aos 7 minutos, o Furacão foi feliz em uma de suas investidas. Após roubar a bola e sair em velocidade, a bola sobrou para uma dividida na área, Renato Kayser chegou primeiro na bola e acabou tocado por Felipe Luís. O juiz deixou o jogo seguir, mas foi alertado pelo equipe do VAR e confirmou o pênalti após rever o lance no monitor à beira do gramado. Nikão cobrou firme para abrir o placar para o Furacão. 

Após sofrer o gol, o Flamengo sentiu o golpe e se mostrou desorganizado em campo. Tinha mais posse de bola, mas criou poucos lances de perigo. O Rubro-Negro carioca chegou a ter um pênalti marcado a seu favor após contato entre Thiago Heleno e Bruno Henrique, mas o lance foi invalidado pelo árbitro de vídeo.

O Furacão amarrou o jogo, fez cera e ficou esperando uma oportunidade. E esta veio aos 52 minutos do segundo tempo. Um contragolpe fatal que terminou em Diego Alves aceitando chute de Nikão: 2 a 0 Athletico-PR. O Flamengo ainda criou duas chances, uma em chute de Bruno Henrique que parou em boa defesa de Santos, e uma com Andreas Pereira, que, de frente para o gol e sem marcação, chutou para fora.

No segundo tempo, o Fla voltou motivado para correr atrás do placar. Com Michael no lugar de Diego, o time comandado por Renato Gaúcho ficou mais ofensivo e criou boas chances, porém, mais um vez, parou nas ótimas defesas de Santos. O Athletico-PR seguiu firme na sua tática de se defender e amarrar o jogo. A medida que o jogo foi passando, Renato foi fazendo mais substituições e apostou em Vitinho e Kenedy, mas não conseguiu chegar ao gol. 

Aos 35 minutos apareceu uma luz no fim do túnel para o Flamengo. Khellven, lateral-direito do Furacão, acertou entrada dura em Ramon, que entrou no lugar de Felipe Luís, e foi expulso. Na reta final da partida, o Rubro-Negro carioca pressionou, mas sem sucesso. Ligado em todo o jogo, o Furacão ainda marcou mais um  no fim da partida. Zé Ivaldo armou contra-ataque, tabelou com Pedro Rocha e finalizou para sacramentar a vitória do Athletico por 3 a 0.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Futebol copa do brasil

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.