ASSINE

Projeto Julho Cultural incentiva a leitura em Cariacica

Iniciativa da Marca Ambiental vai estimular mais de 450 crianças e adolescentes de seus projetos sociais com kits leitura e atividades artísticas em busca da transformação social

  • Marca Ambiental

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 19/07/2021 às 17h50
Julho Cultural busca ajudar alunos a refletir sobre sustentabilidade.
Julho Cultural busca ajudar alunos a refletir sobre sustentabilidade. Crédito: Shutterstock

Incentivar a leitura para compreender o mundo e adotar novos hábitos em busca da sustentabilidade. Este é o principal objetivo da terceira edição do Julho Cultural, uma ação promovida pela Marca Ambiental, a maior empresa do segmento de tratamento de resíduos no Espírito Santo. A empresa presenteará alunos da região de Nova Rosa da Penha, em Cariacica, com um kit com livros sobre a literatura brasileira, incluindo um título dos autores capixabas Eugênio Fernandes e Rita Santos sobre cuidados com o nosso maior bem - a natureza. Após a leitura, os alunos poderão expressar o que aprenderam por meio de artes como desenhos, poesias, poemas e vídeos.

Nesta edição, que acontece entre os dias 19 a 23 de julho, as atividades serão apresentadas de forma on-line.

“A Marca está focada não só em oportunizar o desenvolvimento social, mas em contribuir com a formação cidadã desses alunos. Em um momento em que boa parte das atividades ainda acontecem de forma on-line, este projeto será muito importante para incentivar a troca de conhecimentos e o crescimento de cada um de nossos alunos”, destaca a coordenadora socioambiental Laís Cavalcante.

Kit entregue aos alunos com livros sobre a literatura brasileira, incluindo um título dos autores capixabas Eugênio Fernandes e Rita Santos sobre cuidados com a natureza.
Kit entregue aos alunos com livros sobre a literatura brasileira, incluindo um título dos autores capixabas Eugênio Fernandes e Rita Santos sobre cuidados com a natureza. Crédito: Marca Ambiental/Divulgação

Com 25 anos de mercado, a Marca Ambiental tem como um dos pilares a promoção de projetos socioambientais e, por isso, desde 2006, desenvolve o Programa Ciranda do Saber, que atende a mais de 450 crianças, adolescentes e jovens de Nova Rosa da Penha, em Cariacica, promovendo aulas de canto, violão, teclado, bateria, além do incentivo ao esporte – com escolinhas de futsal. Todos os envolvidos serão convidados a participar do Julho Cultural.

A empresa destaca que o principal objetivo é proporcionar atividades voltadas para a valorização do aprendizado escolar, que garantam e incentivem a permanência na escola, além de fomentar a cidadania, proporcionando o desenvolvimento físico, intelectual e cívico a crianças e jovens. “A comunidade acaba por se beneficiar com medidas que ajudam a diminuir as barreiras e diferenças sociais, por meio da inclusão social. Além disso, conseguimos contribuir na formação socioambiental desses alunos, introduzindo em suas rotinas os preceitos da educação ambiental”, comemora Laís Cavalcante.

Hoje o Programa Ciranda do Saber já extrapolou os muros da empresa, absorvendo novos parceiro empresariais que se tornaram apoiadores legítimos dos projetos.

Marca Ambiental desenvolve projetos com o objetivo de promover cidadania.
Marca Ambiental desenvolve projetos com o objetivo de promover cidadania. Crédito: Marca Ambiental/Divulgação

“Com a participação de outras instituições, pudemos ampliar a quantidades de alunos atendidos e incluir, cada vez mais, pessoas nesse ecossistema. Além disso, os colaboradores dessa empresa, residentes na comunidade, podem envolver seus filhos nos projetos ofertados”, destaca a gestora de Comunicação da Marca, Mirela Chiapani Souto.

MUDANÇA POR MEIO DA MÚSICA

A música é um dos principais instrumentos de transformação social e também faz parte das atividades sociais oferecidas pela Marca Ambiental, com aulas de violão, teclado e canto. Além das aulas de música, os participantes têm a oportunidade de participar de recitais para a comunidade e outros eventos. “É muito importante, porque as crianças e adolescentes deixam de ficar em casa sem ter o que fazer para se dedicarem a uma atividade importante para seus respectivos desenvolvimentos”, destaca o professor Raphael Folhagem, que participa do projeto desde 2015. Ele comemora também as mudanças positivas no comportamento dos alunos. “A música ajuda para que as crianças tenham uma percepção maior da realidade. Aguça a audição, a atenção e a criatividade, além de ajudá-los a terem mais responsabilidade.”

SAIBA MAIS SOBRE O CIRANDA DO SABER

O Programa Ciranda do Saber, da Marca Ambiental, surgiu em 2006 com objetivo de promover atividades voltadas para a valorização do aprendizado e ressaltem o princípio da cidadania, proporcionando o desenvolvimento físico, intelectual e cívico a crianças e jovens. Ele contempla diversos outros projetos.

Projeto Ecomusic

Aulas de violão e teclado fazem parte deste projeto, melhorando o comportamento de crianças e adolescentes. A partir da banda ‘Ecomusic’, novos músicos são revelados e um futuro promissor deixa de ser apenas sonho, para uma nova realidade.

Coral Ecovoices

Alunos da comunidade Nova Rosa da Penha têm sua aptidão musical aprimorada, a partir de uma vivência que busca valorizar a cidadania. O coral ajuda a criar e reforçar laços sociais, além de vínculos afetivos, a partir de temas ecológicos para formar a consciência ambiental.

Futsal

Em parceria com a Associação Cultural e Esportiva de Nova Rosa da Penha (Acel), alunos praticam a arte do futebol, mostrando que é possível superar desafios e aprender com o esporte.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.