Mulher morre após ser atropelada por caminhão enquanto andava a cavalo no ES

O acidente aconteceu na noite deste domingo (20). Outras duas pessoas ficaram feridas. Segundo informações da polícia, o motorista foi detido

Publicado em 21/09/2020 às 09h56
Atualizado em 21/09/2020 às 18h08
Serviço Médico Legal (SML) de Colatina
Serviço Médico Legal (SML) de Colatina. Crédito: Brunela Alves/Arquivo

Uma mulher de 38 anos morreu e outras duas pessoas ficaram feridas após um atropelamento na Rodovia José Alves de Souza, na zona rural de Pancas, na Região Noroeste do Espírito Santo. O acidente aconteceu na noite deste domingo (20), por volta das 18h30. A vítima foi identificada pela Polícia Militar como Silvana da Silva. 

De acordo com a PM, testemunhas contaram que o grupo estava andando a cavalo quando foi atingido por um caminhão. Segundo o relato, com o impacto, três vítimas caíram no chão e sofreram algumas lesões.

Uma das vítimas sofreu uma lesão no braço e foi para casa. A segunda vítima recebeu atendimento médico e foi liberada. Já Silvana chegou a ser atendida em um hospital, mas não resistiu e morreu.

Na manhã desta segunda-feira (21), a informação era de que o corpo ainda não havia dado entrada no Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, mas, segundo funcionários, o corpo será encaminhada ao local para os procedimentos necessários.

SUSPEITA DE EMBRIAGUEZ

Segundo a ocorrência registrada pela Polícia Militar, testemunhas contaram que o condutor do caminhão saiu do veículo para prestar socorro, mas, de acordo com os relatos, ele estava com uma lata de cerveja na mão.

O motorista foi detido e se recusou a realizar o teste do bafômetro, sendo feito o exame de constatação de alteração da capacidade psicomotora manual. A ocorrência foi finalizada pelos militares e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Colatina.

ESPOSA DO MOTARISTA FALA DO ACIDENTE 

A esposa do motorista, Camila Freitas, disse que estava com ele no caminhão no momento do acidente. Por telefone, ela deu outra versão sobre acidente. Camila disse que eles voltavam para casa e que estava muito escuro. Segundo o relato, o cavalo em que a vítima estava bateu na lateral do caminhão. Com a batida, os outros animais se assustaram e as outras duas pessoas acabaram caindo. O marido dela socorreu a vítima, que estava desmaiada. Ela afirmou que nem ela e nem o marido beberam no churrasco.

POLÍCIA CIVIL

Polícia Civil foi procurada pela reportagem de A Gazeta para comentar sobre as investigações e se o motorista continua detido. Em nota, a PC informou que  o "motorista foi conduzido à Delegacia Regional de Colatina e autuado em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo automotor e duas lesões corporais culposas na direção de veículo automotor". Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Colatina.

Pancas Polícia Civil Polícia Militar atropelamento ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.