ASSINE

Motoristas enfrentam perigos em estrada de Castelo

Com interdição da rodovia Pedro Cola após deslizamento de pedras, motoristas se arriscam na rota alternativa com lama e buracos

Publicado em 05/03/2020 às 18h49
Atualizado em 06/03/2020 às 00h06
Rota alternativa é perigosa segundo motoristas. Crédito: Internauta
Rota alternativa é perigosa segundo motoristas. Crédito: Internauta

A Rodovia ES 166, que liga Castelo a Venda Nova do Imigrante, permanece interditada na tarde desta quinta-feira (05). Desde a terça-feira (03), um deslizamento de pedras interrompeu o trânsito na rodovia no km 30, na localidade de Santa Isabel. Por conta disso, motoristas estão cortando caminho por uma estrada rural em Castelo, porém, o caminho está tomado por lama e até pedras.

Uma estrada rural está sendo usada como rota alternativa da ES 166 e tem entrada em Campestre. Motoristas contam que o que era ruim, agora está ainda pior.

“Essa estrada é ruim sempre, tem muitos buracos e quando chove, piora com muita lama. Com essa interdição, a situação piorou mais com a interdição da Pedro Cola. Caminhões pesados estão passando e até agarrando. Tá um caos”, contou uma motorista que prefere não se identificar.

Motoristas enfrentam lama na rota alternativa. Crédito: Internauta
Motoristas enfrentam lama na rota alternativa. Crédito: Internauta

A rota alternativa tem entrada na localidade de Fazenda do Centro e é um desvio bem menor do que o indicado pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). Apesar disso, o órgão informou que está com as equipes dando o apoio emergencial.

Nesta quarta-feira (04), outro trecho da rodovia foi interditado por queda de barreira. Árvores e terra obstruíram a pista pela manhã, no km 20, na localidade conhecida como Nico Andreão. A pista neste ponto também está fechado.

Estrada rural no interior de Castelo . Crédito: Internauta
Estrada rural no interior de Castelo . Crédito: Internauta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.