ASSINE

Moradora de Alfredo Chaves: "A gente já está acostumada com a tragédia"

Moradores atingidos pela chuva de janeiro ainda não conseguiram retornar para suas casas. Situação piorou com o último temporal de domingo

Publicado em 03/03/2020 às 13h20
Rua de Alfredo Chaves após alagamento. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta
Rua de Alfredo Chaves após alagamento. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

Parte dos desalojados de Alfredo Chaves são pessoas que foram atingidas pela chuva de janeiro e ainda não conseguiram retornar para suas casas. Dos locais atingidos pelo temporal do último domingo (01), o município é o que tem mais pessoas fora de casa, com 250 desalojados. O balanço divulgado pela Defesa Civil foi atualizado às 11h desta terça (03).

Durante a chuva de domingo, o nível do Rio Beneventes subiu 6 metros e inundou casas e comércios. A entrada da cidade foi bloqueada.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil no município, Aldinei Cardoso, já foi empregado um plano de trabalho para a limpeza das ruas e retirada da lama. Na manhã desta terça, poucas ruas do município ainda tinham água e os moradores também começaram o trabalho de limpeza das casas.

Para quem teve a casa invadida pela água de novo, o cenário é desesperador. Uma idosa que mora em uma rua próxima ao rio conta que perdeu tudo em janeiro e dessa vez teve que se abrigar na casa de uma sobrinha.

“Está pura lama. Eu estou chorando porque está faltando mão de obra para me ajudar a limpar e é lama. O que foi perdido foi a vez passada e o que sobrou eu coloquei lá em cima. A gente já está acostumada com a tragédia”, lamentou Maria Luiza.

Moradores voltam a ter casas invadidas por enchente em Alfredo Chaves. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta
Moradores voltam a ter casas invadidas por enchente em Alfredo Chaves. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

A prefeitura informou que, por enquanto, doações não são necessárias para os moradores atingidos. A doação feita para os moradores do município atingidos pela última enchente sobrou e será usado em caso de necessidade.

MARECHAL FLORIANO

Em Marechal Floriano, o rio Jucu transbordou e alagou parte da cidade invadindo casas e o comércio. A Defesa Civil informou que a previsão é de que o rio chegue a 4 metros nesta terça. Moradores precisaram sair de casa e foram para a casa de parentes.

VARGEM ALTA

Município também atingido pela enchente no início do ano, após a chuva de domingo, Vargem Alta teve o abastecimento de água comprometido. Quedas de barreiras deixaram três comunidades isoladas: Córrego Alto, Pedra Branca e Morro do Sal.

Com informações de Diony Silva, da TV Gazeta e G1 ES

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.