João Salles, vice de Mazinho na eleição 2020, morre de Covid-19

Cego, Salles estava internado no Hospital Santa Rita, em Vitória, há dois meses por complicações da doença causada pelo novo coronavírus

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 20/02/2021 às 14h29
Candidato a vice-prefeito de Vitória, na chapa de Mazinho, João Salles morre de Covid-19
João Salles morre de Covid-19; ele era vice na chapa do ex-vereador Mazinho que concorria a vaga de prefeito de Vitória. Crédito: Lucas Aboudib

Candidato ao cargo de vice-prefeito de Vitória pelo PSD (Partido Social Democrático) na última eleição, em chapa encabeçada por Mazinho dos Anjos, João Salles morreu aos 54 anos, na manhã deste sábado (20), vitima da Covid-19.

De acordo com Mazinho, Salles estava internado no Hospital Santa Rita, em Vitória, há dois meses. "Na semana passada, o quadro continuava grave, porém estável. O pulmão ainda continuava muito comprometido. A doença também afetou o coração e os rins, pois ele estava fazendo hemodiálise. Na quinta-feira da semana passada, João teve uma piora e contraiu uma bactéria hospitalar resistente. Teve febre e foi feita a troca para um antibiótico mais potente. O quadro de saúde chegou a ficar estabilizado. Só que nesta semana, infelizmente, ele não resistiu", garantiu o ex-vereador à reportagem de A Gazeta.

João Salles está sendo velado no Cemitério de Maruipe, em Vitória. O sepultamento deve ocorrer ainda na tarde deste sábado.

Natural da capital capixaba, Salles era ex-funcionário da empresa Vale, também administrador e mestre em Educação, além de atleta paraolímpico. Cego, esteve junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Vitória (Comped), tendo como bandeira a luta pela inclusão social. 

Em suas redes sociais, Mazinho dos Anjos lamentou a morte do ex-candidato à vice-prefeito. 

"É com profundo pesar que venho aqui, hoje (20/02), dar a triste notícia do falecimento nesta madrugada de meu querido amigo, *João Salles*. Ele, que me acompanhou, como vice durante toda a minha campanha a prefeito nas últimas eleições, era muito especial, e sempre lutou pela inclusão das pessoas com deficiência. Ele mesmo era deficiente visual, mas em nenhum momento se colocou como vitíma, ao contrário, enfrentou todos os desafios e venceu as adversidades. Era formado em Administração, tinha mestrado em Educação e era atleta paralímpico. Ele nos deixa, mas tenho certeza que sua lição de vida vai ficar, para que nós e as próximas gerações possamos entender a importância de uma cidade inclusiva, em todos os sentidos. Que o sorriso, a bondade, a garra, e o respeito ao próximo que Salles carregava em seu coração seja um exemplo para todos. Vai em paz meu amigo. Que Deus conforte a todos os seus familiares nesse momento tão triste".

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.