ASSINE

Fernanda Milanese, do Solidariedade, é eleita prefeita de Boa Esperança

A candidata recebeu 50,14% dos votos válidos. Ela é casada com Romualdo Milanese, que teve o registro de candidatura barrado pela Justiça Eleitoral

Publicado em 01/08/2021 às 19h06
Fernanda Milanese (Solidariedade) foi eleita prefeita de Boa Esperança, Noroeste do ES
Fernanda Milanese (Solidariedade) foi eleita prefeita de Boa Esperança, Noroeste do ES. Crédito: Instagram/Fernanda Milanese

Com 50,14%% dos votos válidos, a enfermeira Fernanda Milanese, do Solidariedade, vai ser a nova prefeita da cidade de Boa Esperança, no Noroeste do Espírito Santo, e a primeira mulher para assumir o comando do município.

Fernanda tem 36 anos e disputou pela primeira vez um pleito eleitoral. Ela é casada com Romualdo Milanese, o candidato que teve o registro de candidatura barrado pela Justiça Eleitoral. Fernanda e o vice, Leandro da Silva Cardoso, foram os mais votados, com 3.841 votos.

Os 10.369 eleitores da cidade de Boa Esperança foram às urnas para escolher o novo prefeito da cidade neste domingo (1º), após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negar, em abril deste ano, recursos contra a decisão que barrou o registro da candidatura de Romualdo Milanese (Solidariedade), candidato mais votado para prefeito em 2020. Com isso, todos os votos recebidos pela chapa foram anulados e uma eleição suplementar foi convocada.

A Escola Estadual Antônio dos Santos Neves, no centro, é o maior local de votação do município. A cidade, ao todo, tem quatro pontos de votação na zona rural e outras quatro na área urbana.

Escola Estadual Antônio dos Santos Neves, maior local de votação de Boa Esperança
Escola Estadual Antônio dos Santos Neves, maior local de votação de Boa Esperança. Crédito: Gabriela Fardin

O movimento nos locais de votação foi tranquilo, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), que acrescentou que as eleições transcorreram dentro da normalidade, sem nenhuma alteração.

A vendedora Analia de Souza está satisfeita com a nova eleição: "Agora vamos ficar mais tranquilos porque estavam falando muito que a cidade não tinha governante, que não tinha prefeito... e agora com certeza vai ter uma solução", diz.

Analia de Souza, vendedora participou de eleições para escolher novo prefeito de Boa Esperança
Analia de Souza, vendedora participou de eleições para escolher novo prefeito de Boa Esperança. Crédito: Gabriela Fardin

Três candidatos concorreram à vaga de prefeito na cidade, sendo Fernanda Milanese (Solidariedade) eleita com 50,14% dos votos. Claudio Boa Fruta (DEM) ficou em segundo lugar, com 42,51% dos votos, e Antônio José (Republicanos,) em terceiro, com 7,35% dos votos.

De acordo com o TSE, 100% das urnas foram apuradas às 17h51. Sendo 7.881 votos totalizados, 1,06% votos brancos e 1,73% votos nulos.

Moradores comemoram resultado das eleições em Boa Esperança

A vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, participou da campanha para a eleição de Fernanda com a intenção de ter mais mulheres em cargos de comando nos órgãos públicos.

Segundo Jacqueline Moraes, a luta das mulheres pelo direito de ter voz em um ambiente predominante masculino, como a política, vem ganhando espaço.

“É mais uma oportunidade de mostrarmos que a mulher é capaz, que ela consegue, sem depender de ninguém, apenas dela mesma”.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.