ASSINE

Célia Tavares já pensa em alianças para o segundo turno em Cariacica

Candidata do PT  disse que buscará apoio e que pretende manter o diálogo com as lideranças e com o povo

Vitória
Publicado em 15/11/2020 às 23h39
Célia Tavares (PT) comemorou os votos que a levarão para o segundo turno com seus apoiadores em seu comitê
Célia Tavares (PT) comemorou os votos que a levarão para o segundo turno com seus apoiadores em seu comitê. Crédito: Isabella Arruda

Com 100% das urnas apuradas em Cariacica, por volta das 22h40 deste domingo (15), Euclério Sampaio (DEM) e Célia Tavares (PT) foram confirmados para o segundo turno. A segunda colocada, que teve 14,04% dos votos válidos, 23.087 no total, agradeceu aos eleitores e já começa a pensar na estratégia para esta nova fase da corrida eleitoral.

No comitê, reunida com o eleitorado, ela falou do desenrolar da campanha. "Eu quero agradecer ao povo de Cariacica. Nós fizemos uma campanha vibrante e alegre, uma campanha propositiva, com propostas concretas. O povo está sedento por mudança e eu estou preparada para dar isso vencendo o segundo turno", afirmou.

Em termos de estratégia, Célia pretende manter o diálogo com as lideranças e com o povo. "Amanhã reuniremos nossa coordenação e vamos conversar. Sou uma pessoa do diálogo e farei este movimento. Existem diferenças com a concorrência, mas não temos problemas, queremos união", declarou. 

Confiante para a segunda etapa da eleição, que será realizada no dia 29 de novembro, a candidata, que tem como padrinho político o deputado federal Helder Salomão (PT), ressalta a importância da parceria. “O apoio do Helder foi fundamental, ele é uma grande liderança de Cariacica, governou nosso município, é um deputado federal muito importante, não só para o município, mas para todo o Estado. Nós mostramos o que fizemos enquanto governo, ele enquanto prefeito e eu como secretária de educação. Cariacica conhece o que foi o governo dele, comparou, viu que tivemos retrocessos em seguida e quer de volta o 13 governando Cariacica”, frisou.

Este vídeo pode te interessar

Questionada sobre se já esperava o resultado obtido nas urnas, Célia fala que sempre acreditou no que via nas ruas. “Falar de pesquisas não é uma coisa fácil, os resultados estão aí para provar. Nós estávamos no coração do povo de Cariacica, isso a gente via, os acenos, o apoio. Por onde passávamos víamos um equilíbrio em todas as regiões. Isso era o que contava para nós”, concluiu.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.