ASSINE

Vídeo: lojista denuncia furtos na Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha

Tampa de bueiro e até medidores de água e luz já foram levados por bandidos na região. Na madrugada deste sábado (28), uma loja foi invadida e teve vários produtos roubados

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 28/05/2022 às 15h19

Uma onda de furtos tem assustado comerciantes que atuam na Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha, na região do bairro Jardim Marilândia. Bandidos já levaram produtos de lojas e até padrões de energia, relógio de água e tampa de bueiro.

O episódio mais recente aconteceu na madrugada deste sábado (28), quando o estabelecimento do empresário Maycon Ramalhete foi invadido. Foram levados produtos como ventilador, itens para camping e álcool.

Ramalhete, que é proprietário do Atacado Preço Baixo, relata que o problema tem se intensificado nos últimos dois meses. O empreendimento dele já foi alvo de outros furtos recentes.

Recentemente, bandidos arrombaram a porta do galpão e levaram o padrão de luz. Até relógio que mede água já foi roubado no local.

Galpão foi arrombado e padrão de energia roubado na Lindenberg, em Vila Velha
Galpão foi arrombado e padrão de energia roubado na Lindenberg, em Vila Velha. Crédito: Leitor A Gazeta

Segundo o empresário, a estimativa de prejuízo pessoal com os furtos é de aproximadamente R$ 25 mil, somando as mercadorias roubadas e também as despesas que teve para repor os medidores e consertar o portão.

Com medo, ele já planeja ampliar o sistema de segurança do local, colocando mais câmeras e alarmes, o que vai aumentar ainda mais os gastos para impedir novos furtos. Empreendimentos vizinhos têm passado pelo mesmo problema.

"A sensação que a gente tem é de que não vai melhorar isso se os órgãos competentes não fizerem uma ação grande para prender essas pessoas. É preciso fazer algo urgente, senão só vai piorar", afirma o empresário.

Maycon Ramalhete

Empresário da região

"O que nós queremos é uma ação rápida para não virar algo mais sério, para que não aconteça nenhuma tragédia"

Os furtos não têm se limitado a dentro dos estabelecimentos. Nos últimos dias, também foi levada a tampa de um bueiro na avenida. Um tampão que cobre o valão que passa na região também já foi furtado e, segundo Ramalhete, um carro chegou a cair no buraco.

Ele afirmou que a Polícia Militar foi acionada em todos esses casos, tendo registrado o Boletim de Ocorrência. "Eles afirmam que fazem a parte deles, mas que não conseguem prender, que não fica preso e acabam soltando."

Em nota, a PM disse que "está atenta aos registros criminais do município de Vila Velha, inclusive no bairro Jardim Marilândia". Afirmou ainda que 'diariamente realiza ações preventivas para levar mais segurança e tranquilidade para a comunidade. O comando da 3ª Companhia do 4° Batalhão, está à disposição da liderança comunitária, moradores e comerciantes para conversar e avaliar as ações de segurança pública que estão sendo implantadas na região".

"Aos finais de semana, a assessoria tem acesso somente às ocorrências do plantão vigente do Ciodes, por isso não conseguiremos verificar, hoje, se houve algum acionamento para o fato citado entre a noite de sexta-feira e a madrugada de sábado", acrescentou.

Este vídeo pode te interessar

Veja também

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.