ASSINE

Programa com travesti vira caso de polícia em Cachoeiro de Itapemirim

Homem acionou a polícia informando que foi agredido após programa com uma acompanhante travesti, no bairro Coramara, e teve dinheiro e celular roubados

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 13/05/2021 às 18h15
Viatura da Polícia Militar
Viatura da Polícia Militar . Crédito: Carlos Alberto Silva

Um homem afirmou ter sido agredido e roubado na noite dessa quarta-feira (12) depois de fazer um programa com uma acompanhante travesti, no bairro Coramara, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Ele chamou a Polícia Militar após o crime, mas nenhum suspeito foi localizado e detido.

Segundo informações da Polícia Militar, o crime aconteceu às 23h10, na Avenida Mauro Miranda Madureira, em um ponto conhecido pela prostituição. 

A vítima contou à polícia que estava tendo o programa e logo após foi roubado por mais três travestis. Disse que além de tomar socos e chutes, teve o celular Samsung S10 e R$ 1,2 mil em dinheiro roubados. Buscas foram realizadas pela PM, mas ninguém foi preso. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.