ASSINE

Polícia investiga professor suspeito de abusar de criança em João Neiva

Caso chegou às autoridades após o compartilhamento de vídeos que mostram criança contando para mãe que o homem teria tocado em suas partes íntimas. Polícia investiga o caso

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 25/03/2022 às 17h51

O professor de uma escola de João Neiva, no Norte do Estado, é suspeito de abusar sexualmente de uma criança de quatro anos. Nesta sexta-feira (25), a prefeitura informou — por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) — que, assim que soube da suspeita, afastou o homem do trabalho por 60 dias. Segundo a administração municipal, o caso foi encaminhado para ser investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES). Os nomes do indivíduo e da instituição de ensino não estão sendo divulgados para que a identidade da vítima seja preservada. 

O caso chegou ao conhecimento das autoridades após vídeos compartilhados em redes sociais mostrarem a conversa entre a mãe e a criança. Na gravação, a menina faz desenhos mostrando ela e o professor, e diz para a mãe que o funcionário teria tocado em suas partes íntimas.

Caso foi investigado pela Delegacia de João Neiva
Caso é investigado na Delegacia de João Neiva. Crédito: Divulgação | Sindipol

A Prefeitura de João Neiva também disse, por nota, que o caso está sendo acompanhado pela rede de proteção à criança do município, formada pela Gerência de Direitos Humanos, Conselho Tutelar, Semed, Secretaria Municipal de Assistência Social (Semtades) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). "O trabalho em conjunto tem por finalidade garantir os cuidados e a dignidade da criança e da família", comunicou.

Demandada pela reportagem, a Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado na Delegacia de Polícia de João Neiva e, "para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada", disse, por nota.

A corporação destacou ainda que a população pode auxiliar na investigação por meio do telefone 181. "O Disque-Denúncia é uma ferramenta segura, onde não é necessário se identificar para denunciar. Todas as informações recebidas são investigadas. As informações ao Disque-Denúncia ainda podem ser enviadas por meio do site, onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas", finalizou.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo João Neiva Polícia Civil Abuso sexual Estupro de vulnerável ES Norte

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.