ASSINE

Pedreiro é morto a tiros dentro de casa em Boa Esperança

Jones Barreto, de 33 anos, dormia na sala e a esposa e os filhos no quarto no momento do crime. Uma mulher se apresentou à polícia e confessou o crime

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 01/06/2022 às 16h58
o pedreiro Jones Barreto, de 33 anos, foi morto a tiros enquanto dormia, na madrugada desta sexta-feira (27)
O pedreiro Jones Barreto, de 33 anos, foi morto a tiros enquanto dormia, na madrugada de sexta-feira (27). Crédito: Acervo pessoal

Um pedreiro de 33 anos foi morto a tiros enquanto dormia, na madrugada da última sexta-feira (27), no bairro Vila Tavares, em Boa Esperança, no Noroeste do Espírito Santo. Segundo a Polícia Militar, a esposa de Jones Barreto, uma mulher de 26 anos, e os dois filhos do casal, de 3 e 9 anos, também estavam na residência no momento do crime. Dias após o assassinato, uma jovem se apresentou à polícia e confessou o homicídio.

Após acionamento, policiais militares foram ao local do crime e a esposa da vítima contou que o portão da casa estava trancado, mas uma janela ficou aberta. Por volta das 2 horas, ela disse que se levantou para ir ao banheiro e ouviu dois disparos de arma de fogo. A mulher correu para a sala e viu o companheiro baleado e uma pessoa pulando o muro.

O homem morreu no local, e a Polícia Civil foi acionada. O corpo foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina. 

SUSPEITA CONFESSA CRIME

Dois dias após o assassinato, na tarde do último domingo (29), uma jovem de 23 anos esteve no Destacamento de Polícia Militar de Boa Esperança e confessou que a autoria do homicídio. Para a PM, ela contou que jogou a arma utilizada em uma propriedade rural, próximo ao local do crime. Segundo a corporação, policiais foram ao endereço indicado, mas não localizaram o armamento.

A suspeita foi encaminhada para a 17° Delegacia Regional de Nova Venécia, prestou esclarecimentos e foi liberada. A Polícia Civil explicou, por nota, que “ela não estava em situação de flagrante, se apresentou espontaneamente e não há mandado de prisão em aberto contra ela”. O caso é investigado pela Delegacia de Boa Esperança.

Questionada sobre a motivação do crime e qual seria a relação da jovem com a família, a Polícia Civil disse que "para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada”.

VIÚVA E FILHOS AMEAÇADOS

Na noite do último domingo (29), a esposa do homem assassinado acionou a Polícia Militar após afirmar que ela e os filhos estavam sendo ameaçados de morte pelos três irmãos da vítima.

Para os policiais a mulher contou que os homens teriam ido até a casa dele alegando que ela teria participação da morte do marido. A Polícia Militar informou que buscas foram realizadas, mas eles não foram localizados. A mulher foi orientada a registrar o fato na delegacia.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.