ASSINE

Nem flores escapam e são furtadas em município do Caparaó

Ação de danificar patrimônio público é crime e prefeitura de Guaçuí analisa câmeras para identificar o infrator

Publicado em 13/11/2020 às 18h48
Atualizado em 13/11/2020 às 18h48
Flores foram plantadas no início da semana
Flores foram plantadas no início da semana . Crédito: Divulgação/PMG

Plantadas para deixar a cidade mais bonita, nem mesmo as flores escapam da ação de furtos em Guaçuí, na Região do Caparaó. Nesta quinta-feira (12), diversas mudas foram levadas dos canteiros no Centro da cidade. Segundo a prefeitura, imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas para encontrar o infrator.

Os jardins e canteiros centrais foram reformados recentemente, de acordo com a administração, e 420 flores entre Mini Lantanas Amarelas, Sálvias, Cinerarias Azaléias, Liriopes e Sunpatiens foram plantadas no início da semana.

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), algumas dessas plantas foram arrancadas por duas vezes. “As pessoas precisam entender que depredar patrimônio público é crime e devem saber que as ruas de Guaçuí são monitoradas por câmeras, e que quem está fazendo isso vai ser identificado”, enfatiza a secretária de Meio Ambiente, Maria Alice Moulin.

A última depredação aconteceu na tarde desta quinta-feira (12), por volta das 15h30, e as imagens gravadas pelo sistema de videomonitoramento da cidade vão ser analisadas. Após identificadas, a prefeitura irá de denunciar os infratores ao Ministério Público Estadual. As plantas furtadas, segundo o município, serão repostas.

A prefeitura pede a colaboração da população para que ajude a conservar os jardins da cidade. “Isso é dinheiro público que está sendo gasto e, depois, roubado por essas pessoas, então, pedimos que a população colabore, para mantermos a cidade bonita, não arrancando as plantas ou denunciando ou chamando a atenção de quem estiver cometendo esse crime contra nosso patrimônio”, completa a secretária.

Destruir, danificar, lesar ou maltratar plantas em endereços públicos ou privados é crime previsto na legislação. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa, ou ambas as penas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Guaçuí caparao crime

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.