ASSINE

Menina atropelada e morta em Linhares: motorista de ônibus é indiciado

As investigações apontaram que houve um toque do ônibus na bicicleta em que estava Jéssica Vieira da Silva e a filha dela, Elena Vieira Fantin, que acabou morrendo no acidente

Linhares
Publicado em 22/10/2021 às 12h45
Elena Vieira Fantin, de 2 anos, atropelada em Linhares, Norte do Espírito Santo
Elena Vieira Fantin, de 2 anos, atropelada em Linhares, Norte do Espírito Santo. Crédito: Arquivo pessoal

Polícia Civil concluiu o inquérito de investigação sobre o atropelamento de uma menina de dois anos, ocorrido no dia 14 de setembro, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. As investigações apontaram que houve um toque do ônibus na bicicleta em que estava Jéssica Vieira da Silva e a filha dela, Elena Vieira Fantin. O motorista do coletivo foi indiciado por homicídio culposo.  

Em entrevista ao repórter Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte, o delegado Fabrício Lucindo explicou que o inquérito foi concluído nesta sexta-feira (22). Lucindo evidenciou que três fatores contribuíram para a morte da criança: a condição da via, o fato da mãe estar na contramão e o motorista não ter respeitado a distância da ciclista.

"Existem três fatores que contribuíram para a morte da criança: a condição da via, que possui um projeto de engenharia um pouco antigo e, atualmente, não comporta a quantidade de veículos que por ali passa, é muito apertada; segundo, é que a mãe da criança estava trafegando na contramão do fluxo de direção, ela deveria estar do outro lado; e terceiro é que o motorista do ônibus, negligentemente, não guardou a distância obrigatória por lei de 1,5 metro da ciclista. Testemunhas ainda informaram que houve um toque do ônibus que desequilibrou a ciclista."

Agora, se ficar comprovado no fim do processo criminal que o motorista agiu com negligência, ele pode ter que cumprir uma pena de dois a quatro anos de detenção. O delegado ainda ressaltou que a mãe estar na contramão contribuiu para o acidente, mas não foi a causa preponderante. "A causa preponderante foi o não afastamento do ônibus e o toque na bicicleta", frisou. 

Vídeo mostra menina na cadeirinha de bicicleta antes de acidente com morte no ES

O CASO

Uma menina de dois anos morreu após ser atropelada por um ônibus no início do dia 14, em Linhares. Segundo apuração da TV Gazeta Norte, ela estava na cadeirinha da bicicleta conduzida pela mãe. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e, após chegar ao local, constatou a morte da criança.

A Polícia Militar afirmou que o atropelamento ocorreu na Avenida Vereador Wilmo Guizani, no bairro São José. A corporação explicou que o ônibus — de linha municipal — seguia pela via em direção à BR 101, e a bicicleta seguia no sentido contrário, na contramão de direção. A bicicleta era conduzida pela mãe da menina. A criança estava sentada em uma cadeirinha acoplada ao quadro.

No momento em que o ônibus passou pela bicicleta, a mulher caiu para o lado da calçada, já a menina caiu por baixo do ônibus e foi atropelada. O motorista do ônibus foi submetido ao teste de etilômetro, que deu negativo para o consumo de álcool.

De acordo com a Polícia Militar, a perícia da Polícia Civil foi acionada e esteve no local, mas como estava de noite, não foi possível constatar se houve colisão entre o ônibus e a bicicleta. O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares, para ser identificado e para ser feito o exame cadavérico.

Elena Vieira Fantin, de 2 anos, atropelada em Linhares, Norte do Espírito Santo
Elena Vieira Fantin, de 2 anos, atropelada em Linhares, Norte do Espírito Santo. Crédito: Arquivo pessoal / Montagem A Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Linhares Polícia Civil linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.