ASSINE

Homem invade casa, persegue e dá facadas na ex-mulher em Vila Velha

A vítima é uma jovem de 26 anos. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (5), no bairro São Torquato

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 05/05/2021 às 09h21
Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)
Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Crédito: Fernando Madeira

Uma mulher de 26 anos teve a casa invadida pelo ex-marido na madrugada desta quarta-feira (5), no bairro São Torquato, em Vila Velha. Após uma discussão, a mulher fugiu correndo, mas foi perseguida na rua e levou duas facadas nas costas. O homem fugiu.

Segundo a Polícia Civil, a mulher estava no quarto de casa, com a filha de dois meses, quando o suspeito invadiu o local. Para ter acesso ao quarto, ele pulou um muro, subiu uma escada, escalou uma grade e entrou no cômodo que fica no terceiro andar.

Ao encontrar a ex, o suspeito teria exigido que ela voltasse com a bebê para a casa onde eles moravam. A mulher se recusou e saiu de casa correndo. Ela foi perseguida pelas ruas, gritou por socorro e mesmo assim, foi alcançada e levou duas facadas nas costas.

X.

Mulher esfaqueada

"Só rezo pedindo a Deus pela minha vida porque só ele mesmo. Achei que fosse morrer"

Não há informações se ela estava com a criança no colo na hora do crime. Os moradores ouviram a confusão e tentaram segurar o suspeito, mas ele fugiu. A mulher foi socorrida por populares e levada para o Pronto Atendimento de Alto Lage, em Cariacica. 

Cariacica
O agressor escalou o prédio até o terceiro andar e desferiu facadas na ex-mulher dentro da casa. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Os familiares contaram à polícia que a jovem já havia registrado diversos boletins de ocorrência e solicitado medida protetiva para se proteger do ex. O caso foi registrado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

AGRESSÕES

A tentativa de homicídio ocorreu na frente dos dois filhos da vítima. O agressor ameaçou matar parentes da ex-companheira e, segundo ela, ele só parou depois que ela aceitou voltar para casa com ele. A vítima ainda contou que se relacionou com o agressor por cerca de três anos, mas a relação acabou há cinco meses com ela ainda grávida

Cariacica
A mulher foi esfaqueada na região do ombro pelo ex-companheiro e viveu momentos de terror. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

"Ele sempre foi agressivo. Nesse tempo levei socos na cara, chutes. Era assim no meio da rua e em casa, até grávida era assim", disse a mulher de 26 anos, que se arrepende de não ter pedido medida protetiva antes – fez há 15 dias. Ela, inclusive, orienta outras mulheres a denunciarem agressores.

"Não tenham dor porque nós mulheres temos que nos cuidarmos. Não tenham dó de homem que faz isso, pois no final é a gente que acaba perdendo a vida e eles ficam aí", disse ela. 

Em relação à filha de apenas 40 dias, a mãe contou que por sorte a bebezinha não se machucou após ser jogada no chão pelo agressor. Ela disse que a filha passa bem.

FICHA CRIMINAL

A Secretaria de Estado da Justiça confirmou que o agressor já possui passagens pela polícia por vários crimes. 

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.