ASSINE

Filha suspeita de queimar e matar o pai em SP é presa no ES

A investigação aponta que a motivação do crime seja vingança, por ela ter contado a familiares que foi abusada sexualmente por ele na infância

Publicado em 05/09/2021 às 11h19
Delegacia Regional de Aracruz
Suspeita foi levada para a Delegacia Regional de Aracruz. Crédito: Divulgação/Polícia Civil

Uma mulher, de 41 anos, foragida da Justiça por ser suspeita de ter matado o pai, de 65 anos, na cidade de Embu-Guaçu, na Grande São Paulo, foi presa neste sábado (4) em Fundão, no Espírito Santo. Segundo a polícia, ela é suspeita de ter incendiado e matado o próprio pai em 9 de julho deste ano, quando o idoso estava internado em uma clínica de reabilitação em São Paulo. A investigação aponta que a motivação do crime seja vingança, por ela ter contado a familiares que foi abusada sexualmente por ele na infância. 

A mulher foi detida, em Praia Grande, Fundão, pela Polícia Militar, que realizava o patrulhamento pela região e já tentava monitorar os passos da suspeita há alguns dias. A polícia recebia informações sobre o possível paradeiro da suspeita. No entanto, a mulher se mudava sempre de endereços, evitando assim a abordagem.

Segundo a polícia, a mulher teria fugido de Embu-Guaçu, depois de buscar o idoso, de 65 anos, em uma clínica de reabilitação onde vivia, com o pretexto de levá-lo para passear em uma trilha. Ela aproveitou a oportunidade para matá-lo carbonizado. Há relatos, de acordo com a Polícia Civil, de que o crime teria sido cometido por vingança, visto que há alguns anos a mulher tinha informado a família que durante a adolescência era abusada sexualmente pelo pai.

A suspeita foi detida e encaminhada à Delegacia Regional de Aracruz e, após os procedimentos, encaminhada para o Centro Prisional Feminino de Colatina, onde permanece à disposição da Justiça. A possível transferência da detida ficará a cargo de decisão do Poder Judiciário de São Paulo.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.