ASSINE

Fazendeiro é morto a tiros em Presidente Kennedy

De acordo com informações da polícia, durante a ação dos criminosos na noite desta quinta (20), um funcionário também foi agredido e amarrado dentro de um quarto

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 21/05/2021 às 13h31
Fazendeiro foi assasinado no interior de Presidente Kennedy
Fazendeiro foi assasinado no interior de Presidente Kennedy. Crédito: Priciele Venturini/ TV Gazeta Sul

Um fazendeiro foi morto a tiros na localidade de Bom Jardim, em Presidente Kennedy, na Região Sul do Espírito Santo. Adriano Rodrigues Gonçalves, de 52 anos, estava na Fazenda Palmeiras, quando dois homens chegaram e atiraram contra ele. Um funcionário também estava no local e foi agredido e amarrado dentro de um quarto.

Segundo informações da Polícia Militar, a fazendo fica perto da BR 101 e os militares foram acionados por volta das 8h, desta sexta-feira (21), quando o funcionário conseguiu se soltar e sair para pedir ajuda. O trabalhador contou que tudo aconteceu noite anterior. Disse também que os dois homens que atiraram contra o patrão estavam encapuzados.

Segundo o funcionário relatou à polícia, o patrão foi alvejado e morreu no local. O homem falou ainda que não sabe informar a autoria ou a motivação do crime. Disse que foi um assalto ao fazendeiro.

A Polícia Militar e a Polícia Civil estiveram no local e a perícia foi acionada. O caso foi registrado como latrocínio e será investigado.

Este vídeo pode te interessar

Correção

21 de Maio de 2021 às 18:55

A versão anterior da reportagem informava que a vítima tinha 52 anos, mas o correto é 56. O texto foi atualizado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.