ASSINE

Em menos de 24 horas, seis mulheres são agredidas na Grande Vitória

Os casos foram registrados entre a manhã de domingo (26) e a madrugada desta segunda-feira (27) nos municípios de Vitória, Serra e Cariacica. Em um deles, a vítima foi agredida por querer tomar banho

Tempo de leitura: 4min
Vitória
Publicado em 27/06/2022 às 08h58
Caso de estupro está sendo investigado pela Delegacia de Plantão Especializado da Mulher
Casos foram registrados no Plantão Especializado da Mulher. Crédito: Divulgação | Polícia Civil

Em menos de 24 horas, seis casos de violência contra a mulher foram registrados na Grande Vitória. Os casos aconteceram entre a manhã deste domingo (26) e a madrugada desta segunda-feira (27) em CariacicaSerra e Vitória.

Em um dos casos, um cadeirante atirou contra a ex-companheira na casa onde moram, no bairro Campo Verde, em Cariacica. O  registro da ocorrência feito pela Polícia Militar relata que, mesmo separados, eles moravam juntos pois o homem precisava de cuidados especiais.

A polícia foi acionada depois que recebeu a informação de que uma mulher havia dado entrada no Pronto Atendimento de Alto Laje, em Cariacica, com ferimentos de arma de fogo e que o atirador ainda estaria na casa onde o crime aconteceu. Os militares foram até a residência e encontraram o homem, que estava em uma cadeira de rodas e, conforme o registro da ocorrência, estaria sob efeito de drogas, álcool ou em surto.

O homem estava com um ferimento no pescoço e a casa tinha muitas marcas de sangue. Ele confessou aos militares que havia atirado na ex-companheira e que, em seguida, tentou tirar a própria vida, mas, por ter uma doença degenerativa que o deixava trêmulo, não conseguiu o objetivo e acabou ferido de raspão no pescoço.

O homem foi levado ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência (São Lucas), em Vitória, onde está internado sob escolta policial. A mulher também foi encaminhada ao mesmo hospital.

BATEU NA MULHER E AMEAÇOU POLICIAIS

Um homem foi preso depois de agredir a companheira dentro de um carro e ameaçar policiais, afirmando ser empresário, ter dinheiro e que "acabaria com a vida" da equipe que tentou contê-lo. O caso aconteceu no bairro Colina de Laranjeiras, na Serra, na noite de domingo (26).

Segundo o registro da ocorrência, o casal estava em um carro bebendo quando o homem e a mulher começaram a brigar. A mulher foi agredida com cotoveladas e socos no rosto e, para se defender, arremessou um copo contra o homem, que acabou ferido com um corte na testa.

Ela foi até a delegacia e, logo depois, o agressor chegou. Ele estava bastante alterado e, quando recebeu voz de prisão, resistiu, afirmando ser empresário, ter dinheiro e dizendo que "até o último dia da vida dele, iria fazer de tudo para acabar com a vida dos militares da guarnição", como consta no registro da ocorrência.

Como chegou à delegacia dirigindo e apresentava sinais de embriaguez, como fala arrastada e olhos vermelhos, ele foi submetido ao teste do bafômetro, mas recusou.  Mesmo assim, foi autuado.

TENTOU FUGIR DE PRISÃO DEPOIS

Em outro caso de resistência à prisão, um homem tentou fugir dos policiais depois de discutir e ameaçar uma mulher no bairro Bela Aurora, em Cariacica, na manhã deste domingo (26). O suspeito, segundo o registro da ocorrência, chegou a dizer aos militares que eles teriam que atirar nele para que o homem conversasse com a equipe policial.

A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de discussão entre um casal e, chegando ao local, encontrou a mulher, que relatou que disse ao companheiro que queria deixá-lo. Ele, então, afirmou que ela poderia ir, mas que nunca mais iria ver a filha deles. Nesse momento, ela acionou os policiais.

Os militares chamaram o homem para conversar, mas ele se recusou, afirmando que eles teriam que atirar contra ele para que ele conversasse com a equipe. Ele, então, desacatou os policiais e tentou agredi-los. O homem lutou contra um dos militares e tentou fugir.

Ele foi encontrado em uma rua próximo à casa e, novamente, lutou com os militares. Segundo o registro da ocorrência, foi necessário que todos os policiais envolvidos na ocorrência segurassem o homem para que ele fosse contido. O homem foi levado à delegacia e a mulher afirmou que queria representar criminalmente contra ele, uma vez que se sentia ameaçada.

CORTOU O CABELO DA EX

Um homem foi preso depois de agredir a ex-companheira com socos e tapas no rosto, além de cortar o cabelo dela, no bairro Nova Palestina, em Vitória, na manhã deste domingo (26). Segundo o registro da ocorrência, as agressões começaram depois de uma discussão entre os dois.

O homem contou aos policiais que ficou nervoso depois de ver mensagens no celular da mulher. Ele agrediu a mulher com tapas no rosto e socos nas costas e a mulher pediu medida protetiva contra o ex-companheiro.

AGREDIDA POR QUERER TOMAR BANHO

Uma mulher foi agredida pelo companheiro porque levantou da cama para tomar banho durante a madrugada desta segunda-feira (27), no bairro Rio Branco, em Cariacica. De acordo com o relato da vítima à Polícia Militar, ela foi agredida com uma gravata e que o homem pegou o celular dela, para que a mulher não pedisse ajuda. Ele confessou o crime e foi levado à delegacia.

AGREDIDA DEPOIS DE VOLTAR DE ENCONTRO COM AMIGOS

Uma mulher foi agredida pelo marido depois de voltar para casa de um encontro com amigos na madrugada desta segunda-feira (27), no bairro Vila Independência, em Cariacica. Conforme o registro da ocorrência, a mulher chegou do bar por volta da meia-noite e foi surpreendida pelo homem, que estava em um bar.

Segundo a vítima, o motivo das agressões seria ciúmes. A ocorrência, registrada junto à polícia, relata um hematoma visível no rosto da mulher, causado pelo homem. Ela disse aos militares que não era a primeira vez que era agredida pelo marido, que foi encaminhado para a delegacia.

Este vídeo pode te interessar

Veja também

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.