ASSINE

Dois jovens são executados por grupo encapuzado dentro de casa em Vitória

As vítimas, de 22 e 24 anos, estavam sentadas no sofá da sala quando 8 homens arrombaram o imóvel e cometeram o duplo assassinato na madrugada desta quinta-feira (13), no Morro da Fonte Grande

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 13/01/2022 às 08h27
Vitória
O grupo armado subiu por esta escada antes de invadir a casa onde executaram dois jovens, em Vitória. Crédito: Fabrício Christi/TV Gazeta

Um grupo fortemente armado e formado por pelo menos 8 pessoas causou terror e assustou os moradores da região do Morro da Fonte Grande, em Vitória, na madrugada desta quinta-feira (13). Encapuzados, eles invadiram uma casa e abriram fogo contra dois jovens que estavam sentados no sofá da sala. O duplo homicídio foi registrado por volta de 1h40, segundo consta no registro na Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

O crime ocorreu na localidade conhecida por Beco Maria de Lourdes Pereira Duarte. As vítimas foram identificadas como Kelton Lipek Spala, de 22 anos, e Luiz Fernando Costa da Silva, de 24 anos. Até o momento, não houve a identificação dos autores das execuções. Na ocorrência, foi relatado que os dois homens foram assassinados com uma grande quantidade de tiros, principalmente na cabeça. Ao menos 15 tiros foram contabilizados.

AÇÃO RÁPIDA

Quando a primeira viatura chegou à região, uma moradora, que não será identificada, informou aos militares o local onde a execução ocorreu. Ela e outros moradores ainda relataram aos policiais que o grupo armado estava a maior parte dele encapuzado e usando roupas escuras. Na sequência, os indivíduos chegaram até a residência nº 59, arrombaram a porta e, sem dar chance de reação, mataram Luiz Fernando e Kelton.

Este vídeo pode te interessar

Polulares disseram aos policiais que Luiz Fernando tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Em relação a outra vítima, nada foi relatado. Eles também não souberam dizer se havia alguma rixa da dupla com outras pessoas.

Vitória
Os dois jovens moravam há cerca de um mês na casa do andar superior, onde foram executados a tiros. Crédito: Fabrício Christi/TV Gazeta

VÍTIMA CURSAVA ENGENHARIA E QUERIA SE MUDAR DO LOCAL

Vizinhos ainda contaram que Kelton trabalhava como garçom à noite para pagar a faculdade de Engenharia que cursava durante o dia. Ele morava no beco há cerca de um mês com o amigo e já havia relatado a vontade de deixar o local devido à violência.

No cômodo onde ocorreu o crime, os peritos recolheram 36 cápsulas, um projétil deflagrado e ainda uma munição de calibre não identificado. Os corpos dos rapazes foram recolhidos e encaminhados ao Departamento Médico Legal de Vitória. O caso está sobe investigação da DHPP da Capital.

NINGUÉM PRESO

Na manhã desta quinta, a assessoria da Polícia Militar informou, em nota, que buscas foram realizadas por toda a região, mas nenhum suspeito foi localizado no momento do fato. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil para investigação. Por sua vez, a PC destacou que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória. Até o momento nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para serem necropsiados e, posteriormente, liberados para os familiares.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.