ASSINE

Comerciante da Grande Vitória perde R$ 1.500 no "golpe da novinha"

Homem acreditou ter trocado fotos íntimas com uma adolescente, quando suposto pai entrou em contato, exigindo dinheiro; caso é investigado

Publicado em 24/06/2021 às 19h46
Homem que sofreu o golpe preferiu não se identificar, mas deu entrevista à TV Gazeta
Homem que sofreu o golpe preferiu não se identificar, mas deu entrevista à TV Gazeta. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

O chamado "golpe da novinha" – que consiste em uma extorsão praticada após um homem adulto, normalmente de meia-idade, trocar fotos íntimas com uma suposta adolescente – fez mais uma vítima no Espírito Santo. Desta vez, um comerciante da Grande Vitória que chegou a perder R$ 1.500.

Em entrevista à repórter Gabriela Martins, da TV Gazeta, ele contou que a falsa amizade começou pelas redes sociais e migrou para um aplicativo de mensagens. Por lá, ele recebeu fotos nuas da jovem e acabou enviando algumas dele. Era o que os criminosos precisavam. Pouco depois, o suposto pai dela apareceu na conversa e o ameaçou, dizendo que tratava-se de uma menor de idade.

Morador da Grande Vitória

Não quis ser identificado

"No outro dia, acordei com o suposto pai dessa jovem, dizendo que ela tinha 16 anos, era virgem e tinha problemas psicológicos e perguntando o que eu tinha feito com a filha dele. Ele disse que ela precisava de tratamento psicológico, em uma clínica que custava R$ 9 mil e que precisaria urgentemente de R$ 4,5 mil para dar entrada no tratamento"

Pressionado e com medo de ser denunciado, o comerciante acabou transferindo parte do valor exigido. Ele só percebeu que era um golpe quando uma terceira pessoa, que disse ser advogado da família, entrou em contato exigindo mais dinheiro. Então, ele contou tudo para os parentes e acionou a polícia.

No entanto, o pesadelo não parou e as tentativas de extorsão continuaram, com uma pressão psicológica maior. Os criminosos começaram a criar perfis falsos do comerciante e a procurar familiares e amigos dele. "Avisei todos os meus irmãos, meus parentes e minha esposa para não aceitarem o pedido de amizade. Eles tentaram com todos", contou.

Prints da conversa entre a vítima e o golpista

Primeiro print screen: é possível ver o envio de fotos íntimas pela suposta jovem
Primeiro print screen: é possível ver o envio de fotos íntimas pela suposta jovem. Reprodução | TV Gazeta
Segundo print screen: momento em que o criminoso pressiona a vítima a fazer a transferência de um valor em dinheiro
Segundo print screen: momento em que o criminoso pressiona a vítima a fazer a transferência de um valor em dinheiro. Reprodução | TV Gazeta
Terceiro print screen: momento em que a terceira pessoa entra na conversa
Terceiro print screen: momento em que a terceira pessoa entra na conversa. Reprodução | TV Gazeta
Quarto print screen: quando a vítima do golpe é ameaçada de ir parar na cadeia pela troca de mensagens
Quarto print screen: quando a vítima do golpe é ameaçada de ir parar na cadeia pela troca de mensagens. Reprodução | TV Gazeta
Quarto print screen: quando a vítima do golpe é ameaçada de ir parar na cadeia pela troca de mensagens
Quarto print screen: quando a vítima do golpe é ameaçada de ir parar na cadeia pela troca de mensagens
Quarto print screen: quando a vítima do golpe é ameaçada de ir parar na cadeia pela troca de mensagens
Quarto print screen: quando a vítima do golpe é ameaçada de ir parar na cadeia pela troca de mensagens

O desespero só acabou quando ele bloqueou os contato dos bandidos. Todos os prints (capturas de tela) das conversas foram entregues à Polícia Civil. Atualmente, o caso dele está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos, comandada pelo delegado Brenno Andrade.

"As pessoas que forem vítimas desse tipo de golpe devem registrar a ocorrência junto à toda materialidade. Ou seja, prints e conversas. Se eventualmente você fizer um depósito, também junte isso na ocorrência. A partir dessas provas, vamos começar a investigação", orientou, ressaltando que os criminosos às vezes usam fotos de investigadores e delegados reais.

Vítima do
Vítima do "golpe da novinha" registrou o crime junto à Polícia Civil, conforme orientação das autoridades. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

Ainda de acordo com o delegado, o número de telefone usado pelos golpistas tem, normalmente, o DDD do Rio Grande do Sul. Ele também pede para que as vítimas não façam transferência bancária e procurem uma delegacia o mais rápido possível. Além de ter atenção especial a amizades com desconhecidos na internet.

HOMEM PERDEU QUASE R$ 22 MIL NO NORTE DO ES

Em setembro do ano passado, um morador de Linhares também foi vítima do "golpe da novinha". Ele perdeu quase R$ 22 mil por medo e vergonha de ser exposto. O fato foi confirmado pela Polícia Civil, que investiga o caso, e informou que o homem tinha 43 anos de idade e morava no bairro Jardim Laguna.

Na mesma época, outras dezenas de homens já tinham caído no golpe, segundo o delegado Fabrício Lucindo, que é chefe da Delegacia Regional de Linhares. Segundo ele, os criminosos têm como público-alvo homens casados com 40 anos ou mais. Em geral, os valores exigidos variavam entre R$ 500 e R$ 8 mil.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.