ASSINE

Açougueiro é assassinado na Serra; polícia investiga disputa por herança

Segundo a polícia, Cleuton Lopes da Silva pode ter sido morto por uma disputa por herança, já que o homem havia registrado boletins de ocorrência por agressão e ameaças contra parentes dele citando uma herança de terras como motivo

Publicado em 21/10/2020 às 08h42
Cleuton Lopes da Silva tinha 32 anos e foi morto quando chegava em casa na Serra
Cleuton Lopes da Silva tinha 32 anos e foi morto quando chegava em casa na Serra. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

Um açougueiro foi morto ao chegar do trabalho no bairro São Marcos, na Serra, na noite desta terça-feira (20). Cleuton Lopes da Silva tinha 32 anos e foi atingido por um tiro na cabeça e nas mãos. Segundo a polícia, a vítima pode ter sido morta por uma disputa por herança, já que o homem havia registrado boletins de ocorrência por agressão e ameaças contra parentes dele citando uma herança de terras como motivo.

De acordo com informações da TV Gazeta, o homem tinha acabado de sair do trabalho, em um supermercado da região, e foi para casa de moto. Segundo a polícia, ele foi perseguido por bandidos em um carro. Quando chegou na porta de casa, Cleuton foi atingido por disparos e morreu.

No local do crime, a reportagem da TV Gazeta também conversou com testemunhas que confirmam a versão. Populares disseram que ele parou na moto na porta de casa e ligou para a esposa, pedindo para que ela abrisse a porta. Só que antes que ele pudesse entrar, bandidos pararam o carro na frente da casa dele e, de dentro do veículo, o carona começou a atirar. Foram vários disparos e dois tiros acertaram Cleuton. O SAMU foi chamado mas, quando chegou, o açougueiro já estava morto.

A polícia investiga a possibilidade da vítima ter sido morta por uma disputa por herança, já que ele tinha boletins de ocorrência registrados contra parentes dele por agressão e ameaças, e disse que esses problemas estavam acontecendo por uma disputa por herança de terras em outros estados, no Maranhão e no Pará.

Cleuton não tinha passagens pela polícia. O crime será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra.

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.