ASSINE

Idosa é feita refém e tem o carro roubado no balneário de Guriri

Segundo a vítima, ela foi amarrada a um pé de eucalipto, onde passou a noite e somente no dia seguinte conseguiu pedir ajuda

Publicado em 13/01/2020 às 15h10
Atualizado em 13/01/2020 às 15h10
O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Investigações Criminais (DEIC) de São Mateus . Crédito: Arquivo
O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Investigações Criminais (DEIC) de São Mateus . Crédito: Arquivo

Uma idosa de 63 anos procurou a Polícia Militar, na manhã deste domingo (12), para registrar uma ocorrência de roubo em que ela foi feita refém. O caso foi registrado pela 5ª Companhia de Jaguaré, mas o crime aconteceu no município de São Mateus.

De acordo com relatos na ocorrência, a vítima informou que foi abordada por dois homens quando se aproximava do carro que estava estacionado próximo uma peixaria, no balneário de Guriri, em São Mateus. Segundo a idosa, os criminosos anunciaram o roubo e a levaram para que ela não acionasse a polícia.

A vítima relatou que os assaltantes colocaram uma venda em seus olhos e lhe disseram que iriam para Conceição da Barra. Em um determinado local um terceiro homem entrou no veículo e algum tempo depois a vítima foi deixada amarrada a um pé de eucalipto, onde passou a noite.

Ao perceber que havia amanhecido, a idosa conseguiu se desamarrar, caminhou por cerca de um quilômetro, quando encontrou ajuda e acionou o marido, que foi buscá-la.

A Polícia Civil informou, por nota, que o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de São Mateus. Até a publicação desta reportagem, por volta das 15 horas desta segunda-feira (13), nenhum suspeito havia sido detido. Outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada.

Informações que ajudem nas investigações podem ser repassadas de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.