ASSINE

Vitória e Vila Velha têm mais da metade dos casos de coronavírus no ES

A Capital capixaba, inclusive, já tem mais incidência da Covid-19 na população do que a cidade do Rio de Janeiro. Especialistas apontam que os casos crescem com rapidez e que o isolamento social é necessário

Publicado em 08/04/2020 às 12h09
Atualizado em 08/04/2020 às 13h01
Data: 03/04/2020 - ES - Vit—ria - Pandemia coronav’rus - Movimento na Praia da Guarderia - Editoria: Cidades - Foto: Vitor Jubini
Pandemia do coronavírus: movimento na Praia da Guarderia, em Vitória. Crédito: Vitor Jubini

Vitoria e Vila Velha são os municípios do Espírito Santo que mais tiveram casos confirmados do novo coronavírus. Os números somados das duas cidades da Grande Vitória representam mais da metade dos testes positivos para a doença em todo o Estado. A Capital capixaba, inclusive, já tem mais incidência da Covid-19 na população do que a cidade do Rio de Janeiro. Especialistas apontam que os casos crescem com rapidez e reforçam que o isolamento social é necessário. Porém, no último fim de semana, A Gazeta flagrou praias, calçadões e feiras movimentadas.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta terça-feira (7), o Espírito Santo teve 227 casos confirmados do novo Coronavírus (Covid-19) até a última terça-feira (7). Dos casos confirmados, 38 pacientes já estão curados, 146 estão em isolamento residencial e 37 estão internados, sendo 24 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) – desses, 11 estão em respiradores. Seis mortes foram confirmadas e um óbito segue em investigação.

O Estado já registra casos de transmissão comunitária da doença, ou seja, quando não há como identificar a origem da contaminação. Dentre os municípios, Vila Velha é o que possui mais casos confirmados (67), seguido de Vitória (65). Veja a lista dos locais onde há confirmação de coronavírus no Espírito Santo:

  • Vila Velha (67)
  • Vitória (65)
  • Serra (41)
  • Cariacica (17)
  • Linhares (8)
  • Aracruz (5)
  • São Mateus (4)
  • Guarapari (3)
  • Colatina (3)
  • Castelo (2)
  • Sooretama (2)
  • Boa Esperança (1)
  • Afonso Cláudio (1)
  • Cachoeiro de Itapemirim (1)
  • Fundão (1)
  • Ibiraçu (1)
  • Itapemirim (1)
  • Santa Teresa (1)
  • Nova Venécia (1)
  • São Roque do Canaã (1)
  • Viana (1)

VITÓRIA É A 6ª CAPITAL DO PAÍS COM MAIOR INCIDÊNCIA DE CORONAVÍRUS

De acordo com o Ministério da Saúde, o município de Vitória é a sexta capital do país com maior incidência do novo coronavírus (Covid-19) na população. Na cidade capixaba, já foram registrados 17,1 casos por 100 mil habitantes. A taxa é superior, inclusive, à do Rio de Janeiro (16,5), onde a contaminação vem se mostrando elevada nas últimas semanas.

Já a Sesa avalia que Vitória foi impactada nos últimos dias pela confirmação de 18 casos em apenas um dia, que ocorreu entre idosos de uma Instituição de Longa Permanência (ILP). Na casa de repouso da capital, houve uma morte e quatro funcionários também foram infectados.

ESPECIALISTAS PEDEM ISOLAMENTO SOCIAL NO ES

O subsecretário de Vigilância em Saúde da Sesa, Luiz Carlos Reblin, reforçou durante entrevista para a reportagem de A Gazeta na última terça-feira (7), que a Grande Vitória concentra a maioria dos casos no Espírito Santo e que, portanto, a região metropolitana precisa, mais do que outras regiões, manter o isolamento social.

"Sob pena de termos aqui situação de dificuldade no atendimento muito em breve, se o volume de casos continuar crescendo nessa velocidade." No início, das notificações de casos suspeitos no Estado, 5% eram confirmadas. Em pouco tempo dobrou e, agora, tem um índice médio de 14%.

MAS CAPIXABAS MOVIMENTAM PRAIAS, CALÇADÕES E FEIRAS

Vitória - Coronavírus. Feira livre de Gurigica.
Vitória - Coronavírus. Feira livre de Gurigica. Crédito: Vitor Jubini

No último domingo (5), A Gazeta flagrou praias e feiras movimentadas na Grande Vitória, mesmo com a recomendação dos especialistas para que se mantenha o isolamento social por conta da pandemia de coronavírus. Em Vitória, muita gente escolheu caminhar e pedalar no calçadão de Camburi. Já em Vila Velha, a cena foi parecida, com muitas pessoas circulando pelo calçadão e pelas areias da Praia da Costa e de Itapoã.

As prefeituras de Vitória e Vila Velha afirmam que têm feito trabalho de conscientização para reforçar a importância do isolamento social. Na Capital, carros de som, acompanhados da Guarda Municipal, têm circulado pelos bairros com pedidos para que as pessoas fiquem em casa. Já em Vila Velha, os guarda-vidas estão orientados a promover abordagens, ao longo da orla e também nos calçadões, para a conscientização das pessoas sobre a importância do isolamento social para prevenir da Covid-19.

O domingo (05) também foi de feiras livres lotadas. No bairro Gurigica, em Vitória, muita gente não respeitou a orientação da prefeitura e fez as compras sem utilizar máscaras de proteção. Em André Carloni, na Serra, e em Campo Grande, Cariacica, também houve registro de aglomeração. A movimentação era semelhante aos dias comuns, sem pandemia de coronavírus.

As prefeituras de Vitória, Serra e Cariacica afirmaram que fazem o monitoramento das feiras livres e que têm orientado os feirantes e consumidores sobre as práticas que devem ser adotadas para reduzir o risco de disseminação do vírus e contaminação, como evitar o contato próximo com outras pessoas e manter a higiene.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.