ASSINE

Moradores fazem abaixo-assinado contra Carnaval na Beira-Mar, em Vitória

Eles acreditam que o evento vai gerar tumulto no deslocamento diário de moradores do local

Publicado em 16/01/2020 às 20h01
Atualizado em 20/01/2020 às 12h03
 Carnaval na Beira-Mar com Regional da Nair, em 2019. Crédito: Fábio Vicentini
Carnaval na Beira-Mar com Regional da Nair, em 2019. Crédito: Fábio Vicentini

A mudança no Carnaval de rua de Vitória, que neste ano sai da Avenida Jerônimo Monteiro e vai para a Beira-Mar, no trecho entre a Codesa, ao lado do antigo aquaviário, gerou insatisfação entre os moradores que vivem na região. A alteração foi informada em primeira mão pelo colunista Leonel Ximenes.

Diante da decisão, anunciada pela Prefeitura de Vitória, um grupo de moradores do prédio Esplanada Beira-Mar, decidiu fazer um abaixo-assinado contra a realização do evento no local. O documento, até o momento, já conta com  64 assinaturas.

Segundo Célia Maria Pereira, de 61 anos, o evento gerará tumulto no deslocamento diário dos moradores do edifício, composto em sua maioria por idosos. "Cada um tem as suas dificuldades, sabemos do que acontece durante todo o Carnaval, vamos realizar uma reunião com os moradores para demandar nossa insatisfação para a Prefeitura", alegou.

Ainda de acordo com a moradora, a insatisfação ocorre não pelo Carnaval no Centro, mas pela mudança do local da festa. "No ano passado pelo que me recordo, só dois blocos, como por exemplo o Regional da Nair, passaram na porta do edifício e foi bem tranquilo, tenho medo de como será a grande festa nessa avenida".

A insatisfação perante a mudança do carnaval para a a Avenida Beira-Mar não acontece apenas no prédio Esplanada. Moradores do Edifício Mahatma Gandhi, localizado próximo à avenida também não aprovam a nova decisão tomada pela Prefeitura. “É um absurdo essa tomada de decisão da Prefeitura, a Beira Mar possui um grande fluxo de moradores todos os dias, o carnaval no local seria um transtorno”, disse o funcionário público, morador do local, Brício Alves Júnior, de 60 anos.

OUTRO LADO

A Reportagem de A Gazeta entrou em contato com a Prefeitura de Vitória. A Secretaria Municipal de Cultura (Semc) informou que a decisão de deslocar o palco do Carnaval da avenida Jerônimo Monteiro para a avenida Beira-Mar ocorreu após diversas conversas com outras secretarias, a partir da solicitação de moradores e comerciantes ao longo do último ano.

"A decisão levou em conta a diminuição do impacto no trânsito em dias de evento e a avaliação do local que comportasse melhor o Carnaval, que cresceu nos últimos anos. A Secretaria de Cultura informa ainda que está aberta ao diálogo", destacou em nota enviada para A Gazeta.

A Comissão do Carnaval que aprovou a mudança é formada pelas secretarias: de Segurança Urbana (Semsu), responsável pela Guarda Municipal de Trânsito e Comunitária; de Desenvolvimento da Cidade (Sedec); Secretaria de Meio Ambiente (Semmam); Central de Serviços; Cultura; Comunicação; e pela Companhia de Desenvolvimento da Cidade (CDV).

Reportagem de Maria Clara Leitão

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.