ASSINE

Nova fábrica de laticínios no Sul do ES já planeja expandir produção

Atualmente a indústria, instalada em Rio Novo do Sul, só produz leite UHT (longa vida), mas estuda abrir, ainda em 2021, a produção de queijo

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 29/07/2021 às 16h12
Atualmente a indústria, instalada em Rio Novo do Sul, só produz leite UHT (longa vida), mas planeja abrir, ainda em 2021, a produção de queijo
Porto Alegre inaugura primeira fábrica no ES e prevê novos empregos neste ano . Crédito: Bruna Hemerly

A primeira fábrica de laticínios Porto Alegre no Espírito Santo entrou em operação nesta quinta-feira (29) com planos de expandir os produtos ainda neste ano. A indústria, que fica em Rio Novo do Sul, às margens da BR 101, já está em funcionamento e a previsão é de que novas contratações sejam realizadas ainda neste ano.

Para iniciar a produção, 100 vagas foram abertas e a maioria dos contratados já está em atuação na indústria que tem capacidade de processar 250 mil litros por dia. Inicialmente, o parque industrial beneficia apenas leite UHT (longa vida).

Segundo o diretor-presidente, João Lúcio Carneiro, algumas vagas ainda estão sem ser preenchidas e outras vão surgir ainda neste ano, quando for aberta a produção de queijo.

"Foram abertas vagas operacionais e administrativas e as pessoas ainda podem se cadastrar no nosso site ou vindo aqui, no setor RH. Depois, quando começar a funcionar o setor de queijo, teremos novas vagas, esse ano ainda. E ao longo do tempo que a empresa for crescendo, novas vagas vão surgindo", disse Carneiro.

Atualmente a indústria, instalada em Rio Novo do Sul, só produz leite UHT (longa vida), mas planeja abrir, ainda em 2021, a produção de queijo
Porto Alegre inaugura primeira fábrica no ES e prevê novos empregos neste ano. Crédito: Bruna Hemerly

O diretor ressaltou ainda que de todas as contratações até o momento, a minoria não é do Espírito Santo. "Nós treinamos a equipe in-loco, somente dois ou três não são daqui. O restante é morador de Rio Novo ou região capacitados e treinados no local"

Além da geração de empregos diretos, a chegada da fábrica também gera renda para produtores de leite que podem vender o leite para a Porto Alegre. Neste momento, a Laticínios Porto Alegre mantém uma rede de captação de leite composta por cerca de 400 produtores da Região Sul, que fornecem um volume de aproximadamente 100 mil litros de leite por dia.

Atualmente a indústria, instalada em Rio Novo do Sul, só produz leite UHT (longa vida), mas planeja abrir, ainda em 2021, a produção de queijo
Porto Alegre inaugura primeira fábrica no ES e prevê novos empregos neste ano. Crédito: Bruna Hemerly

"Nós já temos produtores fornecendo leite para nós e estamos incentivando para que aumentem a produção. Por enquanto temos produtores do Sul do Estado, mas podemos comprar até de produtores do Norte do Estado. Eu digo que é uma troca, eu compro mais leite quando vendo mais, e eu vendo mais porque tenho mais leite. O importante é que a gente cresce junto" afirmou o diretor.

O investimento para a inauguração desta primeira fase foi de R$ 60 milhões. O local, que tem 9 mil m² de área construída, também funcionará como ponto de distribuição de todos os produtos da marca para a região e terá uma loja com mercadorias direto da fábrica.

Atualmente a indústria, instalada em Rio Novo do Sul, só produz leite UHT (longa vida), mas planeja abrir, ainda em 2021, a produção de queijo
Porto Alegre inaugura primeira fábrica no ES e prevê novos empregos neste ano . Crédito: Bruna Hemerly

Agora, a Porto Alegre conta com cinco unidades industriais, sendo esta no Espírito Santo, uma no estado do Rio de Janeiro, no município de Valença, e três unidades estão localizadas em seu Estado de origem, Minas Gerais, nos municípios de Ponte Nova (Matriz), Mutum e Antônio Carlos.

O Centro de Distribuição da Porto Alegre e o escritório onde atuam as equipes de Marketing e Comercial, ficam em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais, e a companhia possui, ainda, quatro postos de captação de leite, localizados nos municípios de Muriaé, Rio Pomba, São Gotardo, em Minas Gerais, e Dores do Rio Preto, no Espírito Santo.

Atualmente a indústria, instalada em Rio Novo do Sul, só produz leite UHT (longa vida), mas planeja abrir, ainda em 2021, a produção de queijo
Porto Alegre inaugura primeira fábrica no ES e prevê novos empregos neste ano. Crédito: Bruna Hemerly

"A Porto Alegre está completando 30 anos este ano e esse projeto era um sonho desta empresa mineira que queria uma casa no Espírito Santo. Foi um trabalho em conjunto com a prefeitura e o governo local. Nosso objetivo é potencializar a produção de leite nesta região, que é uma atividade econômica muito importante para o estado", disse o diretor.

A solenidade de inauguração contou com a participação do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e outras autoridades locais. "Como governo estadual nós tivemos três participações importantes. Uma é o incentivo fiscal, reduzindo o tributo para empresas que vêm de fora do Estado, depois o financiamento pelo Bandes, que também é um incentivo e, a articulação entre os setores. Estamos felizes com a vinda da Porto Alegre pra cá. Estamos trabalhando para mais investimentos na região Sul", disse o governador.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Economia Economia Economia Rio Novo do Sul abertura de empresas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.