ASSINE

Indústria alimentícia anuncia expansão e geração de 150 empregos no ES

Dona das marcas Kifrango e Xiken vai investir R$ 25 milhões para ampliar as atividades no Estado com uma fábrica de ração e expansão do abatedouro de aves

Publicado em 13/05/2020 às 12h28
Atualizado em 13/05/2020 às 22h05
Obras em fábrica: Proteinorte vai ampliar as atividades no Espírito Santo
Obras em fábrica: Proteinorte vai ampliar as atividades no Espírito Santo. Crédito: Proteinorte/Divulgação

A indústria de alimentos Proteinorte, proprietária das marcas Kifrango e Xiken, anunciou a expansão das atividades no Espírito Santo. A empresa, que atua em Linhares, no Norte do Estado, vai implantar uma fábrica de ração e ampliar a capacidade do abatedouro – saindo de 55 mil para 75 mil aves. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande (PSB).

O investimento total está estimado em R$ 25 milhões, segundo a empresa. Desse montante, R$ 6,2 milhões já foram contratados junto ao Banco do Nordeste e estão sendo destinados para a ampliação e modernização da sala de cortes na indústria. Outros R$ 10,8 milhões estão sendo contratados com o Bandes para ampliação e modernização da fábrica de ração das aves. Na última etapa,  serão investidos cerca de R$ 8 milhões na modernização da sala de máquinas e utilidades do abatedouro.

A expectativa do projeto é gerar 150 novos postos diretos de trabalho após a término de todos os investimentos. Na primeira etapa, já foram contratados 60 funcionários e a previsão é que ela seja concluída até outubro deste ano. A conclusão de todas as etapas deve ir até o fim do primeiro semestre, em 2021.

De acordo com a Proteinorte Alimentos, a ampliação e modernização do parque fabril "tem como objetivo preparar a empresa para um novo ciclo de crescimento com incremento na capacidade produtiva, possibilitando ampliação do mercado atendido e do mix de produtos, que hoje conta com as marcas Xiken e Kifrango".

Os investimentos têm o objetivo de aumentar a capacidade de 16 para 30 toneladas de ração por hora. A empresa pretende que a qualidade da ração produzida e seu valor nutricional tenham uma melhora, resultando em ganho na produtividade do frango na granja. A Proteinorte foi fundada em 1976 e conta com um parque industrial de 110 mil m² de área construída e mais de 800 empregados.

Abate de aves na Proteinorte, indústria que vai expandir atividades no ES
Abate de aves na Proteinorte, indústria que vai expandir atividades no ES. Crédito: Divulgação/Proteinorte

Para o governador Renato Casagrande, o Espírito Santo se tornou um ambiente seguro para investimentos, que proporcionam a geração de renda e empregos. “Importante que possamos ter empresas que gerem empregos diretos e indiretos em nosso Estado. A solidez fiscal do Espírito Santo é um atrativo que traz segurança a quem busca investir nesse momento de crise mundial. A ampliação da Proteinorte mostra como o Estado tem se dedicado à geração de emprego e renda”, disse.

O diretor-presidente do Bandes, Maurício Duque, afirmou que projetos aglutinadores deste tipo justificam a missão de desenvolvimento do banco. “É esse tipo de investimento que buscamos, porque são cadeias que agregam valor não só ao produto gerado, mas a todo um segmento de produção, que traz o desenvolvimento de um setor específico e de uma região do Estado, permitindo que haja uma dinâmica local que se sustente e que podemos ver concretamente trazendo resultados”, observou.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.