ASSINE

ES abre vagas em cursos on-line para empreender na economia criativa

Quem atua ou deseja atuar na área pode se inscrever até 14 de setembro pela internet. São 240 vagas em cursos como gestão de projetos culturais, comunicação digital, produção audiovisual e geração de negócios criativos

Publicado em 09/09/2020 às 17h46
Atualizado em 09/09/2020 às 17h47
Jovem acessa computador
Os inscritos precisam ter apenas acesso à internet para fazer os cursos. Crédito: Mary Markevich/ Freepik

O governo do Estado abriu, nesta quarta-feira (9), as inscrições para cursos gratuitos on-line da “Trilha da Economia Criativa”, com objetivo de capacitar empreendedores do setor. A iniciativa faz parte do Programa ES+Criativo, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e outras 13 instituições, que busca parcerias para políticas públicas com objetivo de incentivar esse segmento.

A economia criativa, além de abranger setores como o mercado da música, da gastronomia, do artesanato e até mesmo da tecnologia da informação, também amplia uma rede de produtos e serviços gerando renda e oportunidades.

Oferecida em parceria com a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), a programação dos cursos apresenta pontos básicos sobre a elaboração e a gestão de projetos, os meios audiovisuais e socioeducativos e até o aperfeiçoamento dos métodos de divulgação mais usados neste tipo de mercado, como a comunicação digital. O conteúdo será apresentado por meio de aulas em formato de live, realizado na plataforma virtual de EaD (ensino a distância) da plataforma Moodle, durante os meses de setembro a novembro.

O primeiro ciclo da Trilha, elaborado por profissionais especializados no setor, é dividido em seis cursos com 40 vagas cada, com carga horária de 20 ou 60 horas de duração. Os inscritos precisam ter apenas acesso à internet para disponibilização do material de apoio ao longo do curso. As inscrições vão até 14 de setembro no site da Esesp ou clicando aqui.

“O ES +Criativo é um programa compartilhado que gera todo um elo no setor produtivo. A economia criativa é mais que uma tendência de mercado, é uma iniciativa que aponta para o respeito, a diversidade e a inovação. É chave de recuperação da economia e a Trilha dá esse suporte, por meio dos cursos”, afirmou o secretário da Secult, Fabricio Noronha, em evento virtual na tarde desta quarta-feira (9).

Durante a solenidade, transmitida ao vivo pelas redes sociais, o governador Renato Casagrande destacou a importância da economia criativa e relembrou as ações do Estado voltadas ao setor cultural durante a pandemia do novo coronavírus.

“É bom que a gente possa retomar as atividades ligadas à cultura, mesmo que seja por vídeo. Nesse momento de pandemia, fizemos editais emergenciais para ajudar na sobrevivência de diversos profissionais que atuam e vivem das atividades culturais. Demos sequência ao ES+Criativo, mas a cultura necessita de mais. Por isso, estamos realizando esta atividade de hoje. A economia criativa está ancorada em pilares fundamentais para que a cultura seja respeitada na sociedade brasileira e capixaba. É necessário investir em formação para que os profissionais possam ter mais oportunidade, gerar renda e de retornarmos aos poucos os eventos”, afirmou o governador.

Além dos cursos, o programa será ampliado e contará também com o Hub Criativo, um futuro espaço físico voltado para a economia criativa e outros projetos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Economia Governo do ES Coronavírus Cultura cursos es Ensino a Distância

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.