ASSINE

Entrega de combustível deve ser normalizada após descarga total de navio no ES

Segundo a Petrobras, carga foi totalmente retirada da embarcação que atracou no Porto de Vila Velha. Distribuição nos postos já está em andamento

Publicado em 14/06/2021 às 09h28
Força-tarefa integrada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustí­veis (ANP), Procon e Inmetro fiscaliza postos revendedores de combustí­veis em Brasília
Postos estão recebendo . Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O navio com 24 milhões de litros de combustível já foi totalmente descarregado no Porto de Vila Velha para garantir o abastecimento de postos no Espírito Santo, após dificuldades da Petrobras de retirar carga de outra embarcação que estava atracada em Tubarão, terminal portuário da Vale, em Camburi, Vitória.

O descarregamento do novo navio no terminal canela-verde começou sábado e no domingo à noite a petroleira informou que a operação estava finalizada. Com isso, a distribuição nos estabelecimentos comerciais deve ser normalizar nos próximos dias.

O descarregamento do navio de menor porte abastecido com 11 milhões de litros estava programado há 16 dias, mas só 40% do combustível  acabou sendo efetivamente descarregado no Porto de Tubarão. Com isso, houve atraso no fornecimento de combustível, deixando alguns postos com baixos estoques.

Apesar disso, segundo o Sindipostos, não houve falta de combustível no mercado, embora alguns consumidores tenham tido dificuldades de encontrar em alguns estabelecimentos, precisando ir a mais locais para achar o produto.

Em nota divulgada na última sexta-feira (11), A Petrobras confirmou a informação e explicou que programou um navio para descarga de 11 milhões de litros no Porto de Tubarão, controlado pela Vale, em 30 de maio.

Contudo, apenas no último dia 5 foi possível fazer o descarregamento de cerca de 4,5 milhões de litros devido às condições operacionais e climáticas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Petrobras Combustível

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.