ASSINE

EnP e Oil Group assinam protocolo de intenções para instalar refinaria no Porto Central

Empreendimento, no condomínio portuário de Presidente Kennedy, foi anunciado nesta quinta-feira durante lançamento do Plano Espírito Santo

Publicado em 26/11/2020 às 12h08
Atualizado em 26/11/2020 às 14h45
Perspectivas do Porto Central, terminal portuário de águas profundas em Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo
Perspectivas do Porto Central, terminal portuário de águas profundas em Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo. Crédito: Porto Central/Youtube/Reprodução

Durante o lançamento do Plano Espírito Santo, que prevê R$ 32 bilhões em investimentos no Espírito Santo, foi anunciada a assinatura, nesta quinta-feira (26), de um protocolo de intenções para a instalação de uma refinaria modular no Porto Central, em Presidente Kennedy. O investimento previsto para a realização do projeto é de US$ 670 milhões, cerca de R$ 3,5 bilhões na cotação atual (com o dólar a R$ 5,32).

O projeto é das empresas EnP e Oil Group e dá o primeiro passo do Estado em rumo à transformação de petróleo bruto em combustíveis para veículos. A refinaria poderá processar óleo offshore para produzir gasolina, óleo diesel, Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), combustível marítimo (bunker).

Intitulada Refinaria Espírito Santo (RefinES), atualmente, a fábrica se encontra na fase de estudos. Estão sendo definidos os objetivos de produção, capacidades de processamento e as rotas tecnológicas. A área destinada à implantação do projeto, no Porto Central, tem 405 m².

A expectativa é que ela entre em operação entre dois e três anos após a aprovação da última fase dos estudos, quando deverão seguir para as fases de implementação (contratação, construção e montagem) e operação. Dessa forma, o início da operação está previsto para ocorrer entre 2025 e 2026.

O projeto de refinaria modular terá capacidade instalada de processar 50 mil barris por dia. A implantação do projeto ocorrerá em duas fases. A primeira receberá um investimento de US$ 350 milhões e a unidade começará com a produção de 30 mil barris por dia. Já na segunda, a capacidade será ampliada em 20 mil barris dia e o investimento estimado é de mais US$ 290 milhões.

SOBRE AS EMPRESAS

A EnP é uma plataforma de negócios na área de energia e atua com a intenção de conceber, desenvolver e operar ecossistemas energéticos.

Já a Oil Group é uma empresa americana integrada de petróleo e gás, envolvida na aquisição de dados, exploração e produção e refino. Ela tem 10 ativos onshore e offshore no Nordeste brasileiro e pretende construir seis refinarias de pequeno porte nos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Maranhão, Sergipe/Bahia e Mato Grosso do Sul.

Petróleo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.