ASSINE

Empresa suíça assume Aeroporto de Vitória no dia 2 de janeiro

Terminal, que passou a ser internacional nesta semana, vai ser administrado pela subsidiária da Zurich Airport

Publicado em 07/11/2019 às 15h31
11/10/2019 - Fachada do Aeroporto de Vitória-ES. Crédito: Ricardo Medeiros
11/10/2019 - Fachada do Aeroporto de Vitória-ES. Crédito: Ricardo Medeiros

O Aeroporto de Vitória estará sob nova administração a partir de janeiro 2020. A empresa Aeroportos do Sudeste do Brasil (AseB), subsidiária da Zurich Airport, que venceu o leilão de concessão dos terminais da capital capixaba e de Macaé, anunciou que assumirá o controle total das operações no terminal capixaba no dia 2.

Até lá, a empresa está em período de transição, atuando em parceria com a Infraero para observar os procedimentos de controle e operação do terminal. Nesta quinta-feira (7), foi realizada a primeira apresentação da ASeb para a imprensa capixaba.

Na ocasião, representantes da empresa falaram de adaptações a serem feitas no terminal e o plano da empresa para a exploração comercial do espaço. Além disso, foram anunciados dois novos voos diários para o Rio de Janeiro, que serão oferecidos pela Latam a partir de 15 de novembro.

O diretor executivo da ASeB, Matthias Poeter, afirmou que o aeroporto está sendo entregue em ótimas condições, sem a necessidade de grandes intervenções imediatas. “A partir de janeiro vamos precisar introduzir pequenas coisas. A Infraero entregou um ótimo terminal, gostamos muito. Não precisa fazer nenhuma ação urgente mas, obviamente, queremos mostrar que chegamos e vamos trabalhar sobretudo na imagem do aeroporto”, explicou.

Entrevista coletiva com a Zurich, nova administradora do Aeroporto de Vitória . Crédito: Vitor Jubini
Entrevista coletiva com a Zurich, nova administradora do Aeroporto de Vitória . Crédito: Vitor Jubini

INVESTIMENTOS

Questionado sobre investimentos e obras a serem realizadas no local, Matthias não detalhou valores nem um cronograma para as intervenções. Disse apenas que pequenas adaptações solicitadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) precisarão ser realizadas.

“Aqui em Vitória são coisas pequenas. Limpezas de valão, mudanças da iluminação vertical, que são as placas que os pilotos precisam para se mover ao solo. São coisas pequenas, do passado, que resolvemos agora mesmo”, disse

EXPLORAÇÃO COMERCIAL

Sobre a exploração comercial do aeroporto, tanto na área interna do terminal, quanto nos terrenos do perímetro de concessão, Matthias afirmou que um Plano Diretor está sendo desenvolvido para que a empresa tenha informações sobre interessados e como utilizar esses espaços.

“Os planos diretores que já começamos a fazer vão ter algum resultado nos próximos seis a dez meses. Agora é avaliar, estudar o que tem, ouvir as companhias aéreas, ouvir, por exemplo, empresários que querem abrir um supermercado ou algo assim, para depois poder localizar a utilização dentro da área, em um bom lugar para evitar trânsito na rua, evitar um desenvolvimento comercial em áreas que no futuro precisaremos para aviões”, explicou.

VOOS INTERNACIONAIS

Sobre a internacionalização do aeroporto de Vitória, a empresa afirmou ser um importante passo para o crescimento da cidade e do próprio terminal. O diretor afirmou que o objetivo é garantir a infraestrutura e o fluxo logístico, e que os voos devem ser buscados pelas companhias aéreas.

“Uma empresa aérea tem departamentos imensos para pesquisar e avaliar mercados. Um voo só acontece se tiver demanda. Somente conectar duas cidades não vamos ver nenhum voo. Pretendemos dar apoio a este trabalho oferecendo dados e incentivos para a fase inicial do novo voo. Vamos tentar dar publicidade onde pode acontecer esse voo. Como operadores do aeroporto nós damos a plataforma para as outras partes poderem fazer esse negócio. Infraestrurura, eficiência dos fluxos, da oferta comercial. Mas o voo fica na responsabilidade da companhia aérea”, explicou.

FUNCIONÁRIOS

De acordo com a empresa, o quadro de funcionários terá 130 pessoas no início das operações, distribuídas entre Vitória e Macaé, com maioria no terminal capixaba. Sobre um aproveitamento de funcionários da Infraero, o diretor afirmou que existe uma comunicação entre as partes, mas que qualquer processo de contratação será feito por meio do site da empresa, no endereço jobs.kenoby.com/aseb

A Gazeta integra o

Saiba mais
aeroporto de vitória internacional

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.