ASSINE

Aeroporto de Vitória já pode receber voos internacionais

Internacionalização foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira

Publicado em 05/11/2019 às 09h45
Atualizado em 17/12/2019 às 15h57
Aeroporto de Vitória já está apta a receber voos internacionais. Crédito: Ricardo Medeiros
Aeroporto de Vitória já está apta a receber voos internacionais. Crédito: Ricardo Medeiros

Agora é oficial: a partir desta terça-feira (5) o Aeroporto de Vitória Eurico de Aguiar Salles passa a ser internacional. Foi publicado no Diário Oficial da União de hoje a homologação da internacionalização do terminal. A autorização foi assinada pelo superintendente de Infraestrutura Aeroportuária, Rafael José Botelho, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), órgão do Ministério da Infraestrutura.

Antigo sonho dos passageiros capixabas, voar direto de Vitória para o exterior passa a ser uma possibilidade a partir de agora com essa autorização.  Segundo consta no documento, os voos internacionais poderão ser realizados durante todo o período em que o aeroporto estiver aberto ao público - não havendo restrições de horários para tais voos.

As operações internacionais estão autorizadas para serviços aéreos públicos regulares e não regulares bem como as atividades de carga e mala postal, além de transporte privado.

A partir dessa autorização, as companhias aéreas podem abrir voos de Vitória para o exterior se identificarem demanda para isso. A primeira rota deve ser Buenos Aires, que será operada pela Gol Linhas Aéreas.

Foi a partir do pedido da Gol para iniciar esse voo semanal direto, feito em outubro de 2018, que a Infraero iniciou o processo de internacionalização, agora aprovado pela Anac.

Área de desembarque internacional do Aeroporto de Vitória, no piso 1. Crédito: Vitor Jubini
Área de desembarque internacional do Aeroporto de Vitória, no piso 1. Crédito: Vitor Jubini

Aliás, esse primeiro voo de Vitória para o exterior ganhou contornos de uma verdadeira novela, assim como foi a espera pela obra do aeroporto, que demorou 16 anos para virar realidade.

Isso porque a ideia inicial da Gol era de que a rota fosse inaugurada no dia 19 de janeiro deste ano. Mas, por falta de estrutura necessária, o início da operação da rota foi suspenso e segue sem data para decolar.

A parte de adequações na infraestrutura do terminal já está pronta desde abril e demandou R$ 60 mil de investimentos da Infraero. O Aeroporto de Vitória ganhou uma sala de embarque internacional e setor de desembarque com alfândega e fiscalização de órgãos como Receita Federal, Polícia Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Vigilância Agropecuária (Vigiagro).

A OPERAÇÃO INTERNACIONAL

A estrutura para operações internacionais no Aeroporto de Vitória já está pronta. Ela consiste na separação do fluxo de passageiros internacional e doméstico, com salas de embarque e desembarque internacionais, novos aparelhos de raio-x e pórtico detector de metais.

Como a estrutura inicialmente só será utilizada uma vez na semana, a sala de embarque internacional poderá ser aberta nos demais dias para atender ao fluxo doméstico, como vem sendo utilizada.

A solução permite que a área não fique subutilizada inicialmente e que o passageiro internacional possa passar pelo mall de lojas da sala de embarque doméstica, tendo acesso a lojas e lanchonetes.

Já para o desembarque, os passageiros internacionais vão sair do avião pela ponte de embarque, mas ao invés de subirem para o terminal, terão que descer para o pátio, onde vão pegar um ônibus da Infraero que os levará até a sala de desembarque internacional, do lado do setor de restituição de bagagens. Neste local será feita a inspeção da Receita Federal e da Polícia Federal.

SAIBA MAIS

Entenda como é o trâmite para a internacionalização do aeroporto

  • 01

    Interesse das companhias

    Precisa haver demanda. A partir disso, a companhia solicita um voo e inicia a internacionalização

  • 02

    Adequações de estrutura

    É preciso segregar o fluxo de passageiros domésticos de internacionais

  • 03

    Instalação de órgãos

    O aeroporto precisa instalar infraestrutura no setor de desembarque internacional para abrigar operações da PF, Receita, Anvisa e Vigiagro

  • 04

    Aval de órgãos

    PF, Receita, Anvisa e Vigiagro precisam aprovar e atestar que o espaço permite as operações

  • 05

    Homologação da Anac

    Após tudo isso, a Anac homologa o aeroporto e o designa como internacional

aeroporto de vitória

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.