ASSINE

Edital de concessão da BR 262 é aprovado; veja data do leilão

Publicação do documento foi aprovada pela ANTT nesta terça-feira (31). Leilão, que será realizado na Bolsa de Valores de São Paulo, terá concorrência internacional

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 31/08/2021 às 15h07
Interdição no Km 22 da BR 262, em Viana
Trecho da BR 262 no Espírito Santo: concessão prevê duplicação. Crédito: Fernando Madeira

A diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou em reunião, na tarde desta terça-feira (31), o edital de concessão da BR 262, entre o Espírito Santo e Minas Gerais, em conjunto com o trecho mineiro da BR 381. O documento será publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º).

O leilão, que será realizado na Bolsa de Valores de São Paulo e terá concorrência internacional, deve acontecer no dia 25 de novembro, às 14h. Vencerá o leilão o grupo que oferecer o menor valor de tarifa de pedágio (até o valor mínimo que será estipulado no edital) e o maior valor de outorga pelas rodovias, que é a parcela a ser paga ao governo federal pela exploração.

A ANTT fez ajustes ao projeto apontados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que aprovou o modelo da concessão em 28 de julho. Um dos pontos ajustados, após aval do TCU, foi a isenção do pedágio para motociclistas, o que, como A Gazeta mostrou, vai impactar nas tarifas para os demais usuários.

Este vídeo pode te interessar

Serão 670 quilômetros concedidos somando as duas rodovias. A concessionária será responsável pela manutenção das vias e por obras de ampliação e melhoria da estrutura, sobretudo as de duplicação, que vão contemplar 400 quilômetros, incluindo todo o trecho capixaba da 262. A expectativa de investimentos é da ordem de R$ 7,3 bilhões.

O diretor relator do processo, Guilherme Sampaio, destacou que as duas rodovias estão entre as principais do país e forte apelo turístico e também econômico para deslocamento de cargas. O contrato de concessão terá duração de 30 anos, prorrogável por mais 5 anos.

Infográfico: cronograma de duplicação da BR 262
Infográfico: cronograma de duplicação da BR 262. Crédito: Infografia: Geraldo Neto

A concessão compreende o trecho da BR 381 com início em Belo Horizonte/MG até o entroncamento com a BR-116/MG (Governador Valadares/MG) e o trecho da BR 262 entre o entroncamento com a BR-381/MG (João Monlevade/MG) até o entroncamento com a BR-101/ES (Viana/ES).

Além da duplicação, estão previstos 138 km de faixas adicionais, 131 km de vias marginais, 50 passarelas e a construção do contorno de Manhuaçu (MG).

Motos ficarão livres do pagamento de pedágio, o que, por outro lado, tornará a tarifa mais cara para os demais motoristas.

Outra inovação será o desconto de usuário frequente, que tem como objetivo minimizar as tarifas para os usuários que realizarem deslocamentos localizados entre municípios próximos. O edital também vai prever o desconto básico de tarifa de 5% para usuários que selecionarem pelo pagamento automático identificado pelo TAG eletrônico acoplado ao veículo.

Como A Gazeta mostrou com exclusividade, o projeto inicial foi remodelado pelo governo e pela ANTT para ter a aprovação do TCU e manter o interesse de possíveis investidores. Uma das principais mudanças foi a retirada da previsão de duplicação do trecho mineiro da BR 262, que possui menor tráfego.

A Gazeta integra o

Saiba mais
BR 262 Espírito Santo Minas Gerais Ministério da Infraestrutura espírito santo estradas ANTT Infraestrutura Privatização

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.