ASSINE

Cachoeiro notifica 30 estabelecimentos durante quarentena no ES

De acordo com a prefeitura, mais de 300 locais foram vistoriados desde o dia 18, quando começaram a valer as novas medidas restritivas. O estabelecimento que não se adequar, poderá ser interditado

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 22/03/2021 às 12h08
Mais de 300 estabelecimentos foram vistoriados desde o dia 18, quando começou a valer as novas medidas restritivas
Fiscalização na quarentena em Cachoeiro. Crédito: Prefeitura de Cachoeiro/Márcia Leal

Em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, a prefeitura já notificou 30 estabelecimentos comerciais que não estavam cumprindo as medidas restritivas determinadas pelo governo estadual durante a quarentena, que começou no último dia 18, proibindo o atendimento em serviços não essenciais.

Segundo a prefeitura, já foram vistoriados mais de 374 estabelecimentos comerciais, em 45 bairros e, destes, 30 foram notificados. O estabelecimento que não se adequar, poderá ser interditado.

As ações de fiscalização contam com o apoio da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Com exceção de 24 serviços considerados essenciais, os estabelecimentos comerciais do Espírito Santo podem funcionar apenas com entrega por delivery.

O coordenador do Sistema de Comando Operacional (SCO) para enfrentamento à Covid-19 no município, Rui Guedes, informou que as ações de fiscalização de forma estratégica vão acontecer até o fim da quarentena e que também atendem as demandas que chegam por meio de denúncias.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.