ASSINE

Bruno Funchal é um dos cotados para substituir Waldery na Fazenda

O Ministério da Economia avalia outros dois nomes de sua equipe. Troca, no entanto, não deve ocorrer agora, segundo jornal Folha de S.Paulo

Publicado em 21/09/2020 às 13h51
Bruno Funchal assume o comando do Tesouro Nacional no dia 31 de julho de 2020
Bruno Funchal é um dos nomes estudados por Guedes para assumir a Fazenda. Crédito: Tonico/Assembleia Legislativa do ES

O secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, é um dos cotados para substituir Waldery Rodrigues, o atual secretário especial da Fazenda, no Ministério da Economia. A pasta, aliás, estuda outros dois nomes para o posto. As outras opções são os assessores especiais de Paulo Guedes, Esteves Colnago e Jeferson Bittencourt. A informação é da Folha de S.Paulo.

Ex-secretário da Fazenda do Espírito Santo na gestão Paulo Hartung, Funchal, que atuava como diretor de projetos no Ministério da Economia, assumiu o Tesouro em julho deste ano depois que Mansueto de Almeida pediu demissão do cargo.  

A substituição, no entanto, não deve ocorrer rápido, de acordo com o jornal.

A saída de Waldery está sendo cogitada desde a semana passada quando o presidente Jair Bolsonaro fez um vídeo nas redes sociais contrariando uma proposta apresentada pelo secretário especial. A ideia era cortar benefícios para pessoas com deficiência e idosos e congelar as aposentadorias para sobrar dinheiro para o programa Renda Brasil.

Na live, Bolsonaro disse que poderia dar um cartão vermelho para quem divulgou as informações. Desde então, para muitos, a permanência de Waldery, que havia divulgado o projeto no dia anterior, tornou-se insustentável, embora ele seja reconhecido como um servidor leal, dedicado e que tem importância técnica para o ministério.

Uma das saídas para o "vice-ministro", como Waldery é chamado, é indicá-lo para o Banco Interamericano de Desenvolvimento. Com a saída dele, abriria a vaga para o cargo mais relevante no Ministério da Economia.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.