ASSINE

Ação contra aumentos: gasolina será vendida R$ 2,00 mais barata em posto de Linhares

O ato do Sindipetro-ES acontece a partir das 11h desta quarta-feira (3) em um posto de combustíveis da cidade. Mais cedo, motoristas tentaram bloquear novamente a BR 101, mas foram impedidos

Rede Gazeta
Publicado em 03/03/2021 às 09h25
Atualizado em 03/03/2021 às 09h25
Preço da gasolina em Linhares, Norte do ES
O preço da gasolina em Linhares, Norte do ES. Crédito: Reprodução | TV Gazeta Norte

O Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo (Sindipetro-ES) planeja reduzir o preço da gasolina em Linhares, no Norte do Estado, em R$ 2,00 a partir das 11h da manhã desta quarta-feira (3). A ação ocorre em um posto de combustível da cidade e tem por objetivo, segundo o sindicato, mostrar que a petroleira pode vender a gasolina a preços mais baixos e ainda assim obter lucro. Serão contemplados os primeiros cem motoristas que chegarem ao posto. O limite é de 20 litros para automóveis e de 10 litros para motocicletas.

Nesta quarta, o preço da gasolina no posto estava R$ 5,59, logo, ela será vendida por R$ 3,59, no momento da ação do sindicato. 

Mais cedo, alguns motoristas tentaram bloquear a BR 101 novamente, mas foram impedidos. A manifestação tem relação com os constantes aumentos no preço dos combustíveis. Eles já fecharam a via por duas vezes na semana passada. Em um dos protestos, a BR chegou a ficar bloqueada por quase 5 horas. Nesta quarta-feira (3), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ficou posicionada na Ponte Joaquim Calmon, na entrada do município, e dialogou com alguns motoristas, que acabaram indo embora do local. 

Preço da gasolina em Linhares, Norte do ES
PRF impede bloqueio da BR 101, em Linhares. Crédito: Eduardo Dias | TV Gazeta Norte

COMO SERÁ A AÇÃO

Segundo o Sindipetro-ES, a ação deve começar às 11h da manhã, em um posto de combustíveis às margens da BR 101, em Linhares. O limite será de 20 litros de gasolina para os automóveis e de 10 litros para motocicletas. Serão contemplados com o desconto de R$ 2,00 os 100 primeiros motoristas que chegarem ao local. 

Segundo Valnísio Hoffman, coordenador do Sindipetro-ES, a ação tem por objetivo mostrar que a Petrobras tem capacidade de reduzir os valores dos combustíveis: "O governo federal acabou adotando a Política de Paridade de Importação. A Petrobras é obrigada a seguir o preço em dólar. As alterações no preço do barril e no dólar alteram o preço inteiro. O sindicato acha injusto porque a Petrobras é brasileira e o custo é irreal. O benefício tem que ser para os brasileiros e não para o exterior", afirmou.

POR QUE O PREÇO DA GASOLINA AUMENTOU?

Nesta segunda (1º), a Petrobras anunciou um novo aumento nos preços da gasolina, do óleo diesel e do gás de botijão vendidos nas refinarias. Desde terça-feira (2), a gasolina está 4,8% mais cara, ou seja, R$ 0,12 por litro. Com isso, o combustível está sendo vendido às distribuidoras por R$ 2,60 por litro.

O óleo diesel teve aumento de 5%: R$ 0,13 por litro. Com o reajuste, o preço para as distribuidoras passou a ser de R$ 2,71 por litro desde esta terça. Já o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de botijão ou gás de cozinha, fica 5,2% mais caro. O preço para as distribuidoras fica em R$ 3,05 por quilo (R$ 0,15 mais caro), ou seja, R$ 36,69 por 13 kg (ou R$ 1,90 mais caro).

Segundo a Petrobras, seus preços são baseados no valor do produto no mercado internacional e na taxa de câmbio. “Importante ressaltar também que os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, destaca nota divulgada pela empresa e publicada pela Agência Brasil, nesta segunda-feira, quando a Petrobras anunciou o novo aumento. 

*Com informações da Agência Brasil

Linhares Petrobras linhares ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.