ASSINE

77% dos profissionais afastados na pandemia já voltaram ao trabalho no ES

Em setembro, apenas 57 mil trabalhadores ocupados estavam fora do ambiente de serviço por causa do isolamento social. Em maio, eram 258 mil pessoas nessa situação, segundo dados do IBGE

Publicado em 23/10/2020 às 11h45
Atualizado em 23/10/2020 às 12h18
Comércio da avenida Expedito Gárcia, em Campo Grande, Cariacica
Imagem mostra movimentação na Avenida Expedito Garcia, em Campo Grande. Crédito: Ricardo Medeiros

O número de pessoas afastadas do trabalho por causa do distanciamento social caiu significativamente no Espírito Santo. Eles eram 258 mil em maio e agora são 57 mil trabalhadores, uma redução de 77,7%. Na comparação com agosto (76 mil), a queda foi de 25%.

Em setembro, eles representaram 3,3% da população ocupada, segundo dados da Pesquisa Nacional de Domicílios (Pnad) Covid do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta sexta-feira (23). Em maio, esse grupo era 14,5% da força de trabalho empregada no Estado.

Em junho, o número reduziu para 206 mil (11,7%). Em julho, houve uma queda abrupta, e o número de pessoas afastadas passou a 129 mil (7,6%). Em agosto, 76 mil profissionais (4,4%) permaneciam afastados do trabalho.

Essa tendência de volta ao ambiente corporativo se deve principalmente às medidas de flexibilização das atividades econômicas que ocorreram em todo o país. No Estado, por exemplo, houve a liberação, ainda que com restrições, do funcionamento de restaurantes, bares, entre outros.

À medida em que a pandemia do novo coronavírus se estabiliza, mais pessoas que estavam em home office retornam ao trabalho presencial, e pessoas que estavam, de alguma forma, impedidas de trabalhar em função do isolamento social, retomam suas atividades. 

O estudo, contudo, mostra que, entre as pessoas afastadas do trabalho, 17 mil deixaram de receber remuneração em setembro.

Vale observar, entretanto, que a maioria das pessoas ocupadas no Estado não chegou a se afastar de suas atividades durante a pandemia – o que talvez ajude a explicar o porquê a doença avançou com grande forma em território capixaba. No total, 148.055 pessoas foram infectadas pelo vírus no Espírito Santo.

Ibge Coronavírus no ES Renda mínima emergencial Mercado de trabalho Pandemia

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.