ASSINE

Vendedor que xingou passageiros em Transcol grava vídeo pedindo perdão

"Queria pedir desculpa, estou passando por uma fase difícil na minha vida", disse o vendedor de balas que foi agressivo dentro de ônibus na Grande Vitória

Publicado em 27/07/2020 às 19h12
Atualizado em 29/07/2020 às 11h21
Vendedor se arrepende de xingamentos e pede desculpa aos passageiros do Transcol
Vendedor se arrepende de xingamentos e pede desculpa aos passageiros do Transcol. Crédito: Reprodução

O vendedor de balas Thiago Nielsen Teixeira, de 35 anos, e que xingou e ofendeu passageiros dentro de um ônibus do Sistema Transcol fez um vídeo pedindo perdão, nesta segunda-feira (27). As imagens do homem desferindo palavras de baixo calão e sendo agressivo com as pessoas durante a viagem, enquanto vendia balas no ônibus, viralizou nas redes sociais no último fim de semana.

"Queria pedir desculpa pelos transtornos, estou passando por uma fase difícil na minha vida. Sou um cara trabalhador, preciso desse trabalho. Quero pedir perdão a todos. Me dá um voto de confiança? Que Deus abençoe vocês, obrigado pelo carinho de todos", disse no vídeo. Veja abaixo.

O CASO

As imagens foram recebidas pela reportagem de A Gazeta nesta segunda-feira (27). No vídeo, um homem aparece vendendo balas e, durante a abordagem, fala palavras intimidatórias aos passageiros, questionando os usuários para saber se comprariam a mercadoria. Além disso, ele afirma nas imagens que não tem medo de polícia, vigilante ou advogado, e ofende diretamente um homem que não quis comprar o produto. Veja o vídeo.

“Se você puder ajudar, amém. Se você está com miséria de me ajudar, leva para casa e joga fora. Não tenho medo de polícia, nem de vigilante e nem de advogado. Para mim é tudo a mesma 'laia'. [...] E você, coroa? Tem não? Vai se f***. Falo logo assim, mando tomar no ** logo”, disse o homem.

CETURB VAI DENUNCIAR VENDEDOR À POLÍCIA

Não há informações de quando ou onde o vídeo foi gravado, mas a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Espírito Santo (Ceturb-ES) confirmou, por nota, que o registro foi feito dentro de um coletivo do Sistema Transcol, que opera linhas na Grande Vitória.

O órgão informou que, em casos como esse, a orientação é de que os passageiros façam uma denúncia às autoridades policiais. No entanto, como no vídeo foi possível ver o número do veículo, a Ceturb afirmou que vai denunciar o fato à polícia. Confira a nota na íntegra.

"Em casos como esse, a orientação é a de que os usuários que presenciaram o fato façam a denúncia imediatamente às autoridades policiais (190 ou 181) para que essa possa agir o mais rápido possível. Contudo, diante do vídeo em que é possível ver no número do veículo, a Ceturb-ES vai denunciar o fato à polícia e se coloca à disposição para ajudar nas investigações que levem à identificação do homem."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.