ASSINE

Trabalhadores de transportes, portos e aeroportos podem ser vacinados em junho

De acordo com a Sesa, em junho e julho, será a vez dos trabalhadores atrelados a outras atividades econômicas e que também estão na lista de prioridades do Plano Nacional de Imunização

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 03/05/2021 às 16h54
Motorista do Transcol no Terminal do Ibes segue a determinação do governo de usar máscara de proteção contra o coronavírus
Trabalhadores do setor de transportes podem ser vacinados em junho. Crédito: Carlos Alberto Silva

A chegada de mais lotes de vacinas contra a Covid-19 e também a expectativa de novas remessas semanais, trazem a possibilidade do governo estadual dar início, em junho, à imunização de trabalhadores de transportes, portos e aeroportos.  

De acordo com Nésio Fernandes, secretário estadual de saúde, o grupo de pessoas com comorbidades deve estar no foco da vacinação durante todo o mês de maio. Em junho e julho, será a vez dos trabalhadores atrelados a outras atividades econômicas e que também estão na lista de prioridades do Plano Nacional de Imunização.

"Em junho e julho, a vacinação deve avançar para  outras atividades econômicas e sociais que estão atreladas ao grupo pós-comorbidades. São os trabalhadores das atividades ligadas aos transportes, aeroportos, portos. A vacinação caminha em uma velocidade muito boa.  Estamos consolidados como o terceiro estado do país com maior número de pessoas vacinadas proporcionalmente", explicou Nésio Fernandes, em coletiva na tarde desta segunda-feira (3)

Ao longo do mês de maio, Estado deve receber até 600 mil doses contra a Covid-19, quando somadas as do laboratório Pfizer, as disponibilizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e as da Coronavac e Astrazeneca, produzida pela Fiocruz. A aplicação dessa quantidade não será problema para a rede de imunização capixaba. 

"Temos um desempenho extraordinário na proporção de doses aplicadas e registradas em relação às doses recebidas. De fato, esperamos que o Espírito Santo seja um dos primeiros estados do Brasil a alcançar uma imunidade coletiva a medida que as vacinas sejam disponibilizadas ao povo capixaba por meio do SUS", pontuou Fernandes.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Coronavírus Coronavírus no ES espírito santo Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.