ASSINE

Surto de gripe no ES: veja onde se vacinar na Grande Vitória

Vacinação está sendo feita sem a necessidade de agendamento; a imunização pode ser realizada junto com a de outras doenças, incluindo da Covid-19

Tempo de leitura: 4min

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) alertou, nesta semana, que o Espírito Santo está vivendo um surto de Influenza, doença popularmente conhecida como gripe. De acordo com o secretário Nésio Fernandes, o cenário capixaba é uma extensão da epidemia que se iniciou no Rio de Janeiro e, pouco depois, chegou a São Paulo.

Embora o aumento no número de casos ainda não tenha impactado as internações e mortes, a Sesa articulou com os municípios do Estado uma espécie de "força-tarefa" para aplicação de 500 mil vacinas em duas semanas. O objetivo é alcançar 90% do público-alvo vacinado. Atualmente, essa taxa está em 78,6%.

Neste ano, quase toda a população pode receber o imunizante, com exceção de crianças com menos de seis meses e pessoas que tiveram reação alérgica grave à dose anterior. No final de setembro, o Ministério da Saúde também eliminou o intervalo de 14 dias entre a vacina da Influenza e a da Covid-19.

Para incentivar os capixabas a se vacinarem, a reportagem de A Gazeta entrou em contato com os principais municípios da Grande Vitória para saber como e onde as pessoas podem se imunizar contra a gripe. Abaixo, você confere as orientações de cada cidade. A lista está em ordem alfabética. Confira:

CARIACICA

  • Onde e quando se vacinar: nas unidades básicas de saúde de Campo Grande, Cariacica Sede, Itapemirim, Jardim Botânico, Mucuri, Nova Brasília, Nova Canaã, Nova Rosa da Penha II, Novo Brasil, Oriente, Padre Gabriel e Porto de Santana, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 15h30. Nas unidades básicas de saúde de São Francisco, Santa Fé, Bela Aurora, Valparaíso, Santa Bárbara e Itaquari, a vacinação acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h30. Também é possível se imunizar no Faça Fácil perto do Terminal de Campo Grande até esta sexta-feira (17) e no Supermercado Casagrande de Campo Grande até este sábado (18), das 8h30 às 16h.
  • É preciso agendar? Não.

GUARAPARI

  • Onde e quando se vacinar: nas unidades básicas de saúde de Setiba, Santa Mônica, Perocão, Jabaraí, Adalberto Simão Nader, Bela Vista, Amarelo, Rio Claro, Reta Grande, Camurugi, Roberto Calmon (Centro), Caic (Olaria) e Kubitschek, além do Centro Municipal de Saúde, em Itapebussu. Sempre de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 15h.
  • É preciso agendar? Não.

SERRA

  • Onde e quando se vacinar: em qualquer unidade de saúde, conforme o horário particular de cada sala de imunização. Também é possível se vacinar no Shopping Laranjeiras, de quarta a sexta-feira, das 9h às 16h, até o dia 23 de dezembro, e aos sábados das 9h às 17h. No Shopping Montserrat, a vacinação é feita de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e no próximo sábado (18), das 10h às 17h. O município também conta com a "vacinação itinerante", que vai percorrer Porto Canoa nesta quinta-feira (16) e Jardim Tropical, nesta sexta-feira (17).
  • É preciso agendar? Não.

VIANA

  • Onde e quando se vacinar: nas 18 unidades básicas de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
  • É preciso agendar? Não.

VILA VELHA

  • Onde e quando se vacinar: em qualquer unidade de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Aos sábados, também é possível se vacinar na Vila Natalina, no Parque da Prainha, das 14h às 21h.
  • É preciso agendar? Não.

VITÓRIA

  • Onde e quando se vacinar: em qualquer unidade de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, e nos pontos de vacinação contra a Covid-19.
  • É preciso agendar? Não.

INFLUENZA: O QUE É?

As "influenzas" são tipos de gripe e isso já ajuda a entender do que se trata a doença. Os sintomas mais comuns são: nariz escorrendo, congestão nasal, espirros, tosse, febre, dor de cabeça, mal estar, mialgia (dores musculares) e dor de garganta – que costumam desaparecer em até sete dias.

Algumas pessoas têm mais chances de desenvolver um quadro grave. É o caso de crianças até cinco anos de idade, idosos, gestantes, imunossuprimidos e diabéticos. Assim como quem possui algum problema ou doença no coração (cardiopatas) ou nos pulmões (pneumopatas).

Assim como a Covid-19, a Influenza também é transmitida por via respiratória. Ou seja, usar máscara, evitar aglomerações, deixar os ambientes ventilados e reforçar a higienização das mãos e superfícies são atitudes que ajudam a evitar a transmissão do vírus. Além da vacinação contra a gripe, é claro.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.