ASSINE

Sesa confirma anticorpos de Covid-19 em moradora do ES já em 11 de fevereiro

Secretário de Estado da Saúde afirma que caso pode ser considerado o primeiro do Brasil, se comparado com o primeiro registro oficial, em 26 de fevereiro

Publicado em 11/08/2020 às 12h41
Atualizado em 11/08/2020 às 14h40
Subsecretário de Saúde, Luiz Carlos Reblin, e Secretário de Saúde, Nésio Fernandes, em coletiva de imprensa nesta terça-feira (11)
Subsecretário de Saúde, Luiz Carlos Reblin, e Secretário de Saúde, Nésio Fernandes, em coletiva de imprensa nesta terça-feira (11). Crédito: Divulgação / Sesa

Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (11) que identificou anticorpos para a Covid-19 na amostra de uma paciente datada do dia 11 de fevereiro no Espírito Santo, ou seja, antes da confirmação oficial do primeiro caso do novo coronavírus no país, em 26 de fevereiro.

A amostra foi coletada de uma paciente que fez doação de sangue no Hemoes do município de Guarapari. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, a paciente não viajou para o exterior e apresentou sintomas respiratórios um mês antes da doação de sangue, estando assintomática nos últimos 14 dias anteriores à doação.

Com isso, o secretário afirmou que o Espírito Santo já vivia uma situação de transmissão comunitária da doença antes do primeiro caso confirmado de coronavírus no país, no dia 26 de fevereiro.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde

"Diante das investigações realizadas, nós queremos reconhecer que o Espírito Santo vivia uma situação de transmissão comunitária da doença anterior ao dia 26 de fevereiro, que foi o primeiro caso confirmado nacionalmente no país com um caso importado"

O Ministério da Saúde já foi notificado, segundo o secretário, que disse ainda que os dados da paciente serão preservados. Além disso, o secretário afirmou que há outros casos em investigação que podem apontar registros anteriores a este já comunicado. “Há a investigação de outras amostras que podem apontar, inclusive, um novo caso anterior a este primeiro caso que foi datado de 11 de fevereiro de 2020”, destacou.

PRIMEIRO CASO DO PAÍS "POR ENQUANTO"

Questionado se este registro é, de fato, o primeiro caso oficial do novo coronavírus no Brasil, o secretário afirmou que existem relatos de casos em outros Estados e que um alinhamento será feito junto ao Ministério da Saúde para reconhecer qual foi o primeiro caso no país.

No entanto, diz que outros casos anteriores ainda podem aparecer nas investigações. Mas que, por enquanto, entre os casos já publicados, este é o primeiro registro oficial de coronavírus no Brasil.

“Ao longo das investigações, essa informação será atualizada e devemos encontrar casos anteriores, pois estamos diante de um caso que já foi transmissão comunitária. Devemos reconhecer que este paciente teve sintomas respiratórios um mês antes da doação do sangue, da coleta do material biológico. E nós podemos afirmar que, de fato, a doença já circulava e passemos a investigar casos anteriores a esse. Entre os casos já publicados e reconhecidos, de fato, este se consolida, por enquanto, como o primeiro caso do país em comparação com primeiro caso notificado oficialmente”, completou.

PRIMEIRO CASO NO ES ATÉ ENTÃO

Até então, o primeiro caso do novo coronavírus no Espírito Santo foi registrado no dia 26 de fevereiro – data que coincidiu com a Quarta-feira de Cinzas neste ano. No entanto, ainda durante o início da pandemia no país, a divulgação deste diagnóstico capixaba aconteceu apenas em 5 de março pelo Ministério da Saúde. Vale lembrar que esse caso é de uma moradora de Vila Velha, que havia retornado de uma viagem à Itália, no dia 20 de fevereiro, e que começou a sentir os primeiros sintomas da doença pouco depois da chegada. A paciente foi considerada curada em 10 de março. Até esta terça-feira (11), o primeiro caso do ES era da mesma data do primeiro caso do Brasil: 26 de fevereiro

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.