ASSINE

Seleção para cursos técnicos do Ifes terá sorteio e análise de histórico

Em informe divulgado nesta quinta-feira (26), a instituição explica que excepcionalmente este ano não haverá prova ou etapa presencial na seleção

Publicado em 26/11/2020 às 12h03
Data: 18/09/2019 - ES - Vitória - Jadir Pela, reitor do Ifes - Editoria: Cidades - Foto: Ricardo Medeiros - GZ
 Reitor do Ifes, Jadir Pela, disse que mudanças na seleção foram devido à pandemia. Crédito: Ricardo Medeiros

Devido à pandemia do novo coronavírus, a forma de ingresso nos cursos técnicos do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) será por análise do histórico escolar dos candidatos e sorteio. Em informe divulgado nesta quinta-feira (26), a instituição explica que excepcionalmente este ano não haverá prova ou etapa presencial na seleção.

Passam a valer duas formas para o ingresso diferentes dependendo do tipo de curso. Para as vagas em cursos técnicos integrados ao ensino médio será feita a análise do histórico escolar dos candidatos. Já o sorteio será utilizado para as vagas dos cursos técnicos concomitantes, subsequentes e do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

Segundo o comunicado do Ifes, “o sorteio foi a opção para os cursos mencionados devido aos diferentes requisitos para entrada em cursos concomitantes, por exemplo, e pela dificuldade de realizar uma análise de histórico escolar uniforme, considerando que entre os candidatos a essas vagas específicas pode haver pessoas que concluíram os ensinos fundamental ou médio há um tempo considerável, ou que utilizaram recursos de equivalência, como a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).”

O reitor do Ifes, Jadir Pela, destaca que os caminhos adotados pelo instituto para o processo seletivo estão alinhados com a maioria das instituições da rede federal e que visam preservar a segurança e a saúde de todos diante das incertezas provocadas pela pandemia.

“Já temos conduzido, desde o início, nossas ações com o máximo de cautela, nos cercando de informações qualificadas. Precisamos tomar agora uma decisão considerando um cenário que continua sendo de muita insegurança, inclusive vendo um aumento no número de pessoas afetadas pela Covid”, ressaltou.

De acordo com Pela, a instituição se preocupou em buscar as alternativas mais viáveis e efetivas, tanto do ponto de vista da saúde quanto do logístico e econômico.

“Precisamos lembrar que esse processo seletivo envolve, tradicionalmente, cerca de 20 mil candidatos, fora os servidores envolvidos diretamente na aplicação de provas”, aponta o reitor, acrescentando que já existem experiências na rede federal e em alguns cursos do próprio Ifes com essas modalidades de seleção.

Conta no comunicado, que os detalhes sobre o processo seletivo ainda estão sendo debatidos pela comissão organizadora, junto com as equipes de ensino da reitoria e dos campi. A previsão é de que os editais com todas as informações sejam divulgados em dezembro.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.