ASSINE

Rotativos voltam a ser cobrados em Colatina e Cachoeiro de Itapemirim

Cobranças começaram nesta quarta-feira (07). O rotativo foi suspenso quando o governo do Estado implementou as medidas mais restritivas de combate ao novo coronavírus

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 07/04/2021 às 18h08
Estacionamento rotativo em Cachoeiro de Itapemirim
Estacionamento rotativo em Cachoeiro de Itapemirim. Crédito: Divulgação/ PMCI

Depois de ser suspenso no período de quarentena, o estacionamento rotativo em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, e em Colatina, na região Noroeste do Estado, voltou a cobrar pelo uso das vagas nas regiões centrais das cidades voltou a ser cobrado. A medida começou a valer nesta quarta-feira (07) quando o comércio não essencial voltou a funcionar.

O rotativo foi suspenso quando o governo do Estado implementou as medidas mais restritivas para evitar a circulação de pessoas e impedir a transmissão do novo coronavírus. Cachoeiro de Itapemirim e Colatina estão classificados como risco extremo no último Mapa de Risco do governo do Estado.

Segundo a prefeitura de Colatina, nesta quarta (7), quinta (8) e sexta (9) a cobrança do estacionamento rotativo ocorre normalmente. O município informou também que suspendeu as multas aplicadas na segunda-feira (05) e terça-feira (06) referentes apenas à falta do pagamento do estacionamento rotativo. Em Colatina, o rotativo vai funcionar de segunda a sexta, no horário comercial.

Já em Cachoeiro de Itapemirim, a prefeitura informou que o estacionamento rotativo, que antes atuava de segunda à sábado, funcionará agora somente durante a quarta, quinta e sexta-feira, de 10h às 18h.

Cachoeiro de Itapemirim Colatina Coronavírus colatina Estacionamento rotativo Quarentena no es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.