ASSINE

Moradora de rua causa transtornos a residentes e comerciantes na Serra

Relatos de quem mora ou possui comércio na região dão conta de que a idosa xinga e agride quem se recusa a dar dinheiro, além de jogar pedras contra carros e vidraças

Vitória
Publicado em 09/10/2021 às 20h49
Moradora de rua causa transtornos a moradores e comerciantes na Serra
Moradora de rua causa transtornos a moradores e comerciantes na Serra. Crédito: Leitor de A Gazeta

Uma idosa está causando transtornos para moradores e comerciantes da região de Jacaraípe, na Serra. Segundo a secretaria de Assistência Social da Serra, ela é moradora de rua e usuária de drogas, chegou a ser reintegrada para a família, mas voltou às ruas. Há relatos que ela xinga e até agride pessoas que não a dão dinheiro.

Um vídeo enviado à reportagem da TV Gazeta mostra a mulher no meio de uma rua. Ela joga uma pedras em direção a um estabelecimento comercial e também uma estaca de madeira, utilizada como sinalização de uma obra, em direção aos carros que passavam. Assista abaixo:

Funcionários de um posto de gasolina que fica na região de Jacaraípe disseram que ela cospe em pessoas que se recusam a darem dinheiro, coloca fogo em lixo e arremessa pedra em carros. Ele dizem que já tiveram que se trancar na loja de conveniências para evitar as agressões da mulher.

O QUE DIZ A PREFEITURA DA SERRA

Em nota a secretaria de Assistência Social da Serra informou que a mulher já foi atendida e reintegrada à família, mas voltou às ruas. A pasta afirmou que ela tem histórico de passagens pelo Hospital Estadual de Assistência Clínica (HEAC) e que vai avaliar a possibilidade de realizar o acompanhamento para evitar que ela permaneça na rua e use as medicações necessárias.

Veja a nota na íntegra:

A secretaria de Assistência Social da Serra informa que a senhora em questão já foi atendida pela equipe e também pelo Centro Pop. Por ter família, foi reintegrada a mesma. A senhora e sua família foram encaminhados, na época, a rede intersetorial (CRAS e CREAS), sobretudo, ao CAPS AD.

A senhora registrada no vídeo tem transtorno mental e grave comprometimento com substância psicoativa (crack). Devido aos constantes surtos por parte da senhora, possui histórico de passagens pelo HEAC.

A senhora está inserida em programas assistenciais, reside com seus familiares e devido ao uso de substâncias psicoativas oscila entre uso correto de medicação e uso de deogas.

Devido a especificidade do caso, recentemente a equipe contatou a referência técnica em saúde para avaliarem a possibilidade da equipe de saúde mental da região de Jacaraípe e do Consultório na Rua realizarem o acompanhamento a ela, na tentativa de evitar que a mesma fique na rua, sem uso da medicação e utilizando compulsoriamente o crack.

O QUE DIZ A POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar, por sua vez, informou que, caso haja algum crime em andamento, o Ciodes deve ser acionado através do número 190 e uma equipe irá ao local averiguar a situação. Caso trate-se de uma pessoa fora de suas faculdades mentais, conforme a polícia, o Samu deve ser acionado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.