ASSINE

Mito ou verdade? Tire suas dúvidas sobre a castração de cães e gatos

Segundo a médica veterinária Tatiana Sacchi, procedimento é importante para o controle populacional e para a saúde dos animais, mas são muitos os boatos sobre o assunto

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/08/2021 às 19h12
Cachorro após procedimento no veterinário.
Castração de animais: especialista explica a importância de procurar um médico veterinário de confiança. Crédito: Pixabay

Considerada essencial para o controle populacional de cães e gatos, além de futuros abandonos e a exposição dos animais a doenças, a castração é defendida por grande parte dos médicos veterinários. Mas há muitas dúvidas que passam pela cabeça dos tutores dos pets: o animal engorda após a castração? Muda o comportamento? Qual a idade correta para fazer o procedimento? 

Além das dúvidas, muitos boatos sobre a castração são difundidos, deixando os donos de cães e gatos receosos com relação à cirurgia. Para esclarecer os mitos e verdades sobre o assunto, a médica veterinária Tatiana Sacchi, comentarista do quadro Club Pet CBN, da CBN Vitória, explica as vantagens e desvantagens da cirurgia, destacando pontos importantes a serem observados ao considerar submeter o pet ao procedimento.

Para a especialista, antes de decidir pela castração do animal de estimação, o tutor deve consultar um médico veterinário de sua confiança para ser analisada a realidade do animal e garantir que o seu melhor amigo tenha o melhor tratamento, com o máximo de cuidado e segurança. 

Tatiana Sacchi

Médica veterinária 

"Em situações em que o animal é sozinho, o dono não tem preocupação com a procriação indesejada, mas sabemos que essa não é a realidade de boa parte dos animais. Grande parte deles saem para dar uma voltinha, o que preocupa os tutores"

Em entrevista ao jornalista Lucas Valadão, da CBN Vitória, a especialista listou os mitos e verdades sobre a castração. Confira:

  1. A Gazeta - x0bw08
    01

    A castração engorda? Verdade

    De acordo com estudos de médicos veterinários, os animais castrados têm risco maior de engordar,  já que o animal, geralmente, fica mais calmo e as fugas de casa diminuem. "Existe uma propensão para o ganho de peso, mas podemos contornar esse problema estimulando o animal a se exercitar, e com uma dieta mais restrita", explica. 

  2. A Gazeta - gg56bphy
    02

    Castração acalma? Verdade

    Fêmeas que entram no cio geralmente ficam com comportamentos mais agressivos. Já os machos não castrados são mais territorialistas, marcando o seu território com a urina. A especialista explica que a castração faz com que o animal se acalme, mas não significa que o pet vai deixar de ser protetor no território, um instinto natural dos animais.

  3. A Gazeta - 52dh8
    03

    Há mudança nos comportamentos típicos? Depende

    Segundo a especialista, os animais podem deixar de ter o comportamento típico de utilizar a urina para marcar território ou ter a ação reduzida. "Entretanto, não podemos apostar todas as fichas apenas na castração para resolver os problemas comportamentais dos animais. Para isso, também existe adestramento", destaca. 

  4. A Gazeta - fbx7pq0k
    04

    Tem idade limite para castrar? Depende

    A castração é um procedimento que pode ser realizado durante toda a vida do animal, mas a especialista destaca que, em animais mais idosos, a recuperação da cirurgia pode ser mais lenta. Ela pontua que, para prevenir doenças, é vantajoso que o procedimento não seja tardio. "No caso do tumor de mama, os estudos indicam que, para ter uma prevenção efetiva do câncer, a castração deve ser no animal jovem".

  5. A Gazeta - pyewxgxto4n
    05

    Deve castrar antes de cruzar? Mito

    Praticamente 80% dos clientes com dúvidas sobre a castração acreditam que a cadela deve cruzar antes da cirurgia, destaca a especialista. Mas ela explica que isso é mito. "A castração das fêmeas, antes do primeiro cio, traz ganhos significativos de saúde e bem-estar para esses animais". 

  6. A Gazeta - 4chhjslc
    06

    Pós-operatório complicado? Mito

    Segundo a especialista, em cães do sexo feminino, a castração é mais complexa, já que é preciso ter acesso aos ovários. Mas ela afirma que, geralmente, os donos de animais ficam bem impressionados com a rápida recuperação no pós-operatório. "Cirurgias, medicações e clinicas estão cada vez mais modernas para esses procedimentos", finaliza. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Mundo Animal cbn cotidiano Saúde Pets

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.