ASSINE

Médico troca consulta por ração para ajudar animais abandonados no ES

Rafael Angelo Avance Baggieri, de 36 anos, formou o projeto "Corrente do Bem" para garantir atendimento médico a quem precisa e ainda ajudar mensalmente seis abrigos de animais

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 10/03/2021 às 10h51
Médico Rafael Ângelo Avance Baggieri
Médico Rafael Angelo Avance Baggieri. Crédito: Arquivo Pessoal

Rafael Angelo Avance Baggieri tinha 16 anos quando decidiu que queria ser médico. Dividido entre o cuidado com as pessoas e o amor pelos animais, a escolha da profissão veio depois que ele assistiu ao filme "Patch Adams: o amor é contagioso". A história do médico que acreditava ser possível ajudar a curar as pessoas com humor e carinho fez Rafael entender o caminho que queria seguir. Duas décadas depois, ele agora usa a Medicina - não apenas para salvar pessoas -, mas também para ajudar animais abandonados.

Ginecologista e obstetra, Rafael atende mulheres carentes de forma gratuita há quase 10 anos. Recentemente, passou a pedir doação de ração como contribuição pelo atendimento. Tudo é repassado para abrigos de animais.

“Em 2019, comecei a associar o projeto 'Corrente do Bem' (das consultas gratuitas) com o projeto ‘SOS Patas Abandonadas’, onde a paciente poderia trocar a consulta por uma doação de qualquer quantidade de ração, que será destinado a algum abrigo de animal abandonado. Não é obrigatório, mas os que podem doar, trocam a consulta por um saco de ração de qualquer marca e tamanho, que muitas vezes custa R$ 20, R$ 30”, explica.

Pelo menos duas vezes por mês, Rafael reúne profissionais de outras especialidades e abre as portas da clínica, em Vila Velha, para os que precisam. Em geral, o projeto reúne psicólogo, pediatra, oftalmologista, dermatologista e clínico geral.

Médico troca consulta por ração para ajudar animais abandonados no ES
Médico troca consulta por ração para ajudar animais abandonados no ES. Crédito: Arquivo Pessoal

“Por dia, atendemos de 30 a 70 pessoas, já tivemos vezes de chegar a 100. O que eu faço é juntar a quantidade máxima de médicos, de todas as especialidades. A pessoa busca o atendimento que ela precisa, e ainda pode ajudar os animais. No final do dia, a gente leva tudo que foi arrecadado para os abrigos. A ideia é expandir os projetos cada vez mais”, conta o médico.

Um total de 250 animais, de seis abrigos diferentes, são ajudados mensalmente. "São 150 kg de ração por abrigo, por mês. Geralmente não dá para doar para todos, aí eu pego do meu dinheiro e completo", afirma.

COMO AJUDAR

Os animais contam ainda com a ajuda de outros pacientes e famílias que frequentam o consultório do Dr. Rafael. O médico também tem um grupo virtual com cerca de 100 participantes que contribuem mensalmente no cuidado com os bichos.

Quer ajudar também? Basta fazer contato pelo Instagram @sospatasabandonadas.

Com Patch Adams como inspiração, a gente termina esse texto com um lembrete: "Todo o ser humano causa impacto nos outros".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.