Marinha encontra mais 2 corpos no RJ que podem ser de lancha que sumiu

Os corpos estavam a cerca de 35 km do Farol de São Tomé, última localização conhecida da lancha "O Maestro"; dois corpos foram encontrados na quinta (4)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 06/02/2021 às 20h25
Amigos desaparecidos em lancha a caminho de Vitória
Amigos desaparecidos em lancha a caminho de Vitória. Crédito: Reprodução

A Marinha confirmou que encontrou mais dois corpos que podem ser dos tripulantes da lancha que saiu do Rio de Janeiro para Fortaleza, no Ceará, e que faria uma parada em Vitória para abastecimento. A informação foi divulgada neste sábado (6), sétimo dia de buscas pelos ocupantes da embarcação batizada de "O Maestro".

Em nota, a corporação explicou que encontrou os corpos a cerca de 35 km da costa do Farol de São Tomé, que é a última localização enviada pelos tripulantes da lancha. Eles foram recolhidos pelo Navio de Apoio Oceânico (NApOc) e serão levados para a Enseada do Fogo, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos (RJ), de onde serão transportados para que seja feita a identificação pelas famílias.

A Marinha ressaltou também que já avisou às famílias dos tripulantes da lancha sobre os dois corpos encontrados e que está em constante contato com os parentes dos desaparecidos para atualizá-los sobre as buscas. O órgão também cita que presta a assistência necessária àqueles que estão no Rio de Janeiro.

Imagens das buscas da Marinha pelos tripulantes da lancha "O Maestro"

Navio-Patrulha “Macaé” durante operação. A fumaça marca o avistamento realizado pela aeronave enquanto o navio manobra para recolhimento
Navio-Patrulha “Macaé” durante operação. A fumaça marca o avistamento realizado pela aeronave enquanto o navio manobra para recolhimento. Divulgação / Marinha
Recolhimento de um freezer supostamente relacionado à embarcação “O Maestro”, pelo mergulhador do navio-patrulha Macaé
Recolhimento de um freezer supostamente relacionado à embarcação “O Maestro”, pelo mergulhador do navio-patrulha Macaé. Divulgação / Marinha
Atividade de busca visual a bordo da aeronave SH-16, da Marinha do Brasil
Atividade de busca visual a bordo da aeronave SH-16, da Marinha do Brasil. Divulgação / Marinha
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas. Divulgação / Marinha do Brasil
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas. Divulgação / Marinha do Brasil
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas. Divulgação / Marinha do Brasil
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas
Navio-patrulha e aeronaves estão sendo utilizados nas buscas

A embarcação ainda não foi localizada, mas a Marinha informou que também encontrou uma cadeira branca, que pode estar relacionada à lancha. Na última quarta-feira (3), um freezer horizontal de médio porte, que também pode ser da lancha, foi encontrado próximo ao ponto da última localização enviada pela tripulação.

As buscas pela lancha e pelos tripulantes irão continuar, com a participação de 120 militares, segundo a Marinha. Embarcações do órgão e aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) estão envolvidas na procura aos tripulantes. Na quinta-feira (4), dois corpos que podem estar relacionados à lancha foram encontrados e levados para o continente, para que seja feita a identificação pelos familiares.

ENTENDA O CASO

Buscas estão sendo feitas pelos cinco tripulantes desaparecidos que estavam a bordo da lancha que saiu do Rio de Janeiro com destino a Fortaleza, no Ceará, e que faria uma parada em Vitória para reabastecimento. A embarcação “O Maestro” perdeu contato na última sexta-feira (29) e, desde então, familiares estão aflitos com a falta de notícias, mas esperançosos de que os cinco serão encontrados.

Os desaparecidos são: Domingos Salvio Ribeiro de Souza, Guilherme Ambrosio de Oliveira Nascimento, Wilson Martins dos Santos, José Cláudio de Sousa Vieira e Ricardo José Kirst, todos do Ceará. Eles saíram do Rio de Janeiro no último dia 26.

Uma parada em Vitória para reabastecimento estava programada, mas o contato foi perdido na última sexta-feira. As buscas pela Marinha do Brasil começaram no domingo (31). Estão sendo utilizadas embarcações e aeronaves para tentar localizar os cinco tripulantes.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.