ASSINE

Mãe e filho mortos atropelados são sepultados em Anchieta

O acidente aconteceu após o motorista perder o controle do carro, invadir o acostamento e atropelar Juliana e Robson no último domingo na BR 101

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim
Publicado em 14/12/2021 às 10h52
Atualizado em 14/12/2021 às 11h33
Corpo de mãe e filho que morreram após acidente são enterrados em Anchieta
Mãe e filho que morreram após acidente são enterrados em Anchieta. Crédito: Bruna Hemerly/TV Gazeta Sul

A dona de casa Juliana Lacerda de Oliveira, de 37 anos, e o filho dela, Robson de Oliveira Ferreira, de 7 anos, foram sepultados na manhã desta terça-feira (14) na localidade de Itaperoroma Baixa, interior de Anchieta, no Litoral Sul, onde moravam. Os dois morreram no início da noite do último domingo (11), após serem atropelados em um ponto de ônibus às margens da BR 101, em Iconha.

O velório ocorreu na quadra da comunidade de Itaperoroma Baixa, onde amigos e familiares se despediram dos dois.

Corpo de mãe e filho que morreram após acidente são enterrados em Anchieta
Mãe e filho que morreram após acidente são enterrados em Anchieta. Crédito: Bruna Hemerly - TV Gazeta Sul

MOTORISTA SEGUE INTERNADO

O acidente aconteceu após o motorista, identificado como Gustavo Sandrini, perder o controle do carro, invadir o acostamento e atropelar Juliana e Robson, que estavam em um ponto de ônibus a caminho da igreja. O menino morreu no local e a mãe chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Gustavo realizou o teste de alcoolemia, que acusou 0,53 mg/l.  Ele sofreu lesões graves e foi encaminhado para o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, onde está internado no pronto-socorro.

Juliana e Robson (mãe e filho) moravam perto do local do acidente
Juliana e Robson (mãe e filho) moravam perto do local do acidente. Crédito: Reprodução

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o condutor do veículo não foi conduzido para a delegacia, uma vez que se encontra hospitalizado e sob escolta da Polícia Rodoviária Federal. O caso seguirá sob investigação da Delegacia Regional de Anchieta. Detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto, diz a polícia. 

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br

Este vídeo pode te interessar

Atualização

14 de Dezembro de 2021 às 11:32

Após a publicação da reportagem, o motorista que dirigia o carro que causou os atropelamentos foi identificado. O texto foi atualizado com o nome dele. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.